Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Ao vivo

Serviço temporariamente em manutenção.
Acompanhe a programação da TVAL pelo Youtube.


Revista Digital

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Filtrar por deputado / bancada
Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
08/12/2021 - 10h01min

Paulinha critica desrespeito do governo federal com os catarinenses

Imprimir Enviar
Deputada Paulinha.
FOTO: Jeferson Baldo/Agência AL

A deputada Paulinha criticou veementemente a notícia de que  Governo Federal cortou quase R$ 40 milhões do orçamento destinados às obras da BR- 470 e BR-163, duas estradas federais que estão em uma situação de total  abandono.

“ Fiquei estarrecida com o tamanho desrespeito e a falta de consideração com Santa Catarina do Governo Federal”,  disse a parlamentar que sugeriu que o Parlamento elabore uma moção de apelo para o Governo Federal, no sentido, de rever essa atitude que, Paulinha, taxou de total descaso com os catarinenses.

“ Temos que reagir. Não podemos tolerar e aceitar que R$ 40 milhões sejam cortados de nosso Estado.  O tema repúdio não faz parte de meus sentimentos. Por isso, sugeri uma moção de apelo do Parlamento, com a união de todos os 40 deputados, em prol de Santa Catarina, visando solicitar que o Governo Federal reveja esse corte”, disse.

Recentemente a parlamentar, que foi uma das inúmeras vítimas das armadilhas da BR- 470,  criticou em suas redes sociais a falta de comprometimento do Governo Federal com Santa Catarina, em especial com a manutenção das estradas federais, como a BR-470. Em viagem para Vidal Ramos,  ela comentou que o seu veículo teve dois pneus furados e o amortecedor estourado. “ Numa área da 470 que não tem sinal de telefonia”, contou.

“ Estamos oferecendo uma moção de apelo, se o governo federal falha em um momento, temos de agir para que possa retificar os atos”, afirmou.

Ainda, a parlamentar solicitou o empenho dos deputados Kennedy Nunes e Sargento Lima, alinhados ao governo federal, para agilizar a abertura da fronteira terrestre com a Argentina.  “Nós ainda não tivemos autorizada a abertura da fronteira terrestre com a Argentina pela parte do Brasil, mesmo com exigibilidade de vacinação. Vamos matar o turismo litorâneo se não deixarmos os amigos argentinos entrarem. É um jogo de empurra que ninguém mais sabe o que dizer”, lamentou Paulinha.

 

Com apoio Imprensa Alesc

Valquiria Guimarães
Assessoria de Comunicação
Deputada Paulinha
048 991047676

 

Acompanhe Paulinha


Paulinha
Voltar