Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Assistir
00:30 Sessões - Seminários - Eventos
Ao vivo

Revista Digital

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Filtrar por deputado / bancada
Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
16/07/2019 - 17h33min

Saretta questiona suspensão de fabricação de medicamentos

Imprimir Enviar
Deputado Neodi Saretta
FOTO: Rodolfo Espínola/Agência AL

O deputado Neodi Saretta (PT) fez um apelo ao Ministério da Saúde (MS) para que volte atrás da suspensão do contrato com laboratórios que fabricam 19 medicamentos fornecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Saretta, que é presidente da Comissão de Saúde, disse lamentar essa decisão que afeta mais de 30 milhões de pacientes em todo o país. “Lamentável essa decisão. É um retrocesso contra a saúde pública.”

Entre os medicamentos estão os destinados ao tratamento de câncer, diabetes, transplantes, artrite, hepatite C e vacina tetraviral. Ainda na tribuna, Saretta questionou o governo federal sobre qual o interesse nessa atitude. “O que leva um governo a fazer um ato como esse prejudicando milhões de brasileiros? É de interesse de quem essa suspensão? Qual é o laboratório estrangeiro que fabricará esses medicamentos? A quem interessa essa decisão?”, indagou o deputado.

Através de uma indicação, o deputado pede ao Ministério da Saúde que mantenha os contratos com os laboratórios públicos nacionais para produção de medicamentos distribuídos gratuitamente pelo SUS, bem como que sejam mantidos os contratos e projetos de Parceria para Desenvolvimento Produtivo (PDP). O deputado explicou que, devido a política adotada, em breve haverá desabastecimento do estoque de medicamentos utilizados para tratamento de doenças graves.

Os laboratórios produtores são públicos e federais. Entre eles estão Biomanguinhos, Butantã, Bahiafarma, Tecpar, Farmanguinhos e Furp. Eles fabricam os remédios como parte de uma parceria com o ministério e fornecem os fármacos a preços 30% menores do que os do mercado. “Fica o apelo para que o Ministério da Saúde volte atrás dessa decisão e não prejudique milhões de brasileiros que precisam desses medicamentos”, finalizou Saretta.

 

Susana Rigo
Assessoria de Imprensa do deputado Neodi Saretta
Email: imprensasaretta@gmail.com
Fone: (48) 3221 2664
Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina - Palácio Barriga Verde - Rua Doutor Jorge Luz Fontes, 310

Acompanhe Neodi Saretta


Neodi Saretta
Voltar