Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Assistir
19:00 Sessão Especial
Ao vivo

Revista Digital

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Filtrar por deputado / bancada
Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
27/10/2017 - 16h25min

Deputado Mauricio Eskudlark avalia semana de trabalho na Alesc

Imprimir Enviar

Em uma semana de muitos debates e visitas de lideranças políticas municipais na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Mauricio Eskudlark (PR) em sua prestação de contas semanal destacou quatro temas de grande relevância para a sociedade catarinense, a implantação do Hemosc em algumas regiões do Estado, a situação das rodovias estaduais e federais em Santa Catarina, o empréstimo para a Celesc e também a segurança pública.

Em audiência pública na Comissão de Saúde, diretores do Hemosc destacaram que Santa Catarina possui um dos melhores níveis de coleta do país e que não há falta de sangue, porém o parlamentar acredita ser válido o debate sobre a instalação novos centros de coleta, como por exemplo em Itajaí, que é um dos principais centros médicos do Estado.

Outro ponto bastante debatido foi a situação das rodovias, inclusive com uma reunião no DNIT para tratar da BR 280 em Porto União e outras que não saem de pauta como as BRs 282 e 163, que tem sido alvo de fiscalização e pedidos de melhorias. “As chuvas dos últimos dias tem piorado o que já não estava bom, estamos atentos e cobrando, inclusive as rodovias estaduais que em algumas regiões estão intransitáveis”, destaca Eskudlark.

O contrato de empréstimo para a Celesc, aprovado pela Assembleia Legislativa, e que trará investimentos para o Estado também foi debatido. Segundo Eskudark só falta a inclusão de um artigo sobre a garantia da dívida para que ele seja votado e em seguida seja dado prosseguimento aos trâmites burocráticos. “Pedi agilidade esta semana pois sabemos que várias regiões têm tido problemas na distribuição de energia elétrica, e os recursos deste empréstimo servirão para que sejam realizadas os investimentos e melhorias necessárias”, disse.

Segurança Pública
Como Delegado de Polícia, e o principal defensor da segurança pública na ALESC, apesar de comemorar o anúncio de mais um concurso público com 394 vagas para Escrivão e Agente, mais uma vez o deputado se manifestou criticando o governo do Estado pelas decisões tomadas em relação ao processo de aposentadoria e também a promoção dos policiais civis.

Segundo o deputado o adiamento das promoções de 1.302 policiais, foi dado sob a justificativa do alcance do limite prudencial de gastos com pessoal, imposto pela Lei de Responsabilidade Fiscal. Além disso, existe a tentativa, de barrar, via Judiciário, o direito à aposentadoria especial (com paridade salarial aos profissionais na ativa) dos agentes que ingressaram na corporação antes do ano de 2003. "Enquanto outras classes estão recebendo suas promoções e solicitando suas aposentadorias com todos os benefícios estipulados em lei, o Governo nega aos policiais civis o que é de direito, fazendo de conta que não está acontecendo nada, e isso tem gerado cada vez mais descontentamento e desestímulo na Polícia Civil", frisou.

Acompanhe Maurício Eskudlark


Maurício Eskudlark
Voltar