Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Ao vivo

Serviço temporariamente em manutenção.
Acompanhe a programação da TVAL pelo Youtube.


Revista Digital

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Filtrar por deputado / bancada
Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
27/03/2019 - 13h16min

Frente Parlamentar do Esporte repercute reforma administrativa

Imprimir Enviar
Deputado Fernando Krelling coordena a Frente Parlamentar do Esporte

Durante a primeira reunião, o deputado Fernando Krelling e demais autoridades demonstraram preocupação com os rumos do esporte no estado

O deputado Fernando Krelling (MDB) alertou, durante a primeira reunião da Frente Parlamentar do Esporte, que as mudanças propostas pela reforma administrativa do governo do estado podem ser prejudiciais à maneira de se fazer gestão esportiva em Santa Catarina. Com as mudanças previstas, o esporte deixará de ser uma secretaria e passará a integrar outras pastas. Na visão do deputado, isso acabará gerando um retrocesso e trará pouco ou nenhum avanço para a área. Em contrapartida, o governo promete - futuramente - uma rubrica orçamentária exclusiva para o esporte catarinense. “Estamos ouvindo falar da possibilidade de daqui alguns meses o governo não conseguir pagar a folha dos servidores. Se a gente não vai conseguir pagar a folha... esquece! Essa rubrica orçamentária não vai aparecer nunca!”, comentou o deputado.

A reunião, que foi realizada nesta terça-feira (26) no Plenarinho da Alesc, contou com a presença do presidente da Fesporte, Rui Godinho; o presidente do Conselho Estadual de Esporte, Alexandre Beck Monguilhott; o presidente do Tribunal de Justiça Desportiva de Santa Catarina, Vinicius Bion; outros dez deputados e dirigentes que trabalham com o esporte em diversos municípios catarinenses. O encontro foi o primeiro da Frente, que após uma apresentação da atual situação esportiva do estado, irá receber as demandas vindas de todas as regiões e elencar as prioridades a serem trabalhadas. Durante o encontro, tanto Krelling quanto o presidente da Fesporte defenderam a autonomia da instituição para dar prosseguimento aos processos e liberdade nas decisões que vão ao encontro dos anseios do setor. “O esporte é uma grande ferramenta de transformação social e vamos defender de forma ferrenha seus cinco pilares principais: desporto educacional, desporto de participação, desporto de alto rendimento, paradesporto e a qualificação dos equipamentos públicos”, finalizou Fernando Krelling.



Jota Deschamps
(47) 99912-6588

Acompanhe Fernando Krelling


Fernando Krelling
Voltar