Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Assistir
12:30 Fala Deputado
Ao vivo

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
16/04/2018 - 17h11min

Exposição “A baleeira açoriana” resgata a influência dos Açores em SC

Imprimir Enviar

FOTO: Solon Soares/Agência AL

Foi inaugurada na tarde desta segunda-feira (16), na Assembleia Legislativa, a exposição “A baleeira açoriana”, do arquiteto, fotógrafo e programador visual Joel Pacheco. A mostra, que reúne fotografias e duas miniaturas de embarcações, marca a semana de comemorações dos 270 anos da chegada dos primeiros açorianos em Santa Catarina.

Na sua oitava visita à região dos Açores, em Portugal, Joel produziu as 22 fotografias que compõem a exposição, além de duas miniaturas comparativas, uma embarcação catarinense e outra açoriana. As imagens foram captadas durante um mês de estadia na Ilha do Faial, na cidade de Horta. Durante a viagem, o arquiteto, nascido e criado em Florianópolis, conta que investigou o surgimento, a produção e a utilização das embarcações baleeiras.

“Quando estive nos Açores, eu pude observar a semelhança dessas embarcações com as nossas aqui e percebi que as nossas estavam abandonadas. Quando saía pra fotografar pela Ilha de Santa Catarina, encontrei várias quebradas, abandonas, e quando cheguei nos Açores, percebi que as baleeiras de lá recebiam todo um tratamento especial. Elas são tombadas pelo governo e recebem incentivos para manutenção”, conta.

Segundo Joel, entre os séculos XVII e XIX, a baleeira era utilizada para a captura de baleias da espécie cachalote, cujo óleo era utilizado para promover iluminação, lubrificar máquinas e também para fins medicinais. “Mas com a proibição da caça, criou-se uma cultura de turismo de observação, que se vê muito lá, quando as baleeiras são utilizadas para observar esses animais.”

Ainda durante a viagem, Joel teve a oportunidade de acompanhar uma regata de baleeiras, evento tradicional que reúne famílias e acontece com frequência na região. “É como um balé náutico, muito lindo de se ver”, conta. Para Joel, que também é autor de quatro livros que falam sobre a presença da cultura dos açores em Santa Catarina, a exposição visa chamar a atenção para a importância dessa influência açoriana na costa catarinense. “Eu me apaixonei pela cultura, pelas pessoas. E essa exposição visa resgatar toda essa cultura e homenagear a vinda dos primeiros açorianos para santa Catarina”.

Na quarta-feira (18) a mostra deve receber a visita do presidente da região autônoma dos Açores, Vasco Alves Cordeiro. A visitação estará aberta ao público até o dia 27 de abril no hall do Plenarinho, de segunda a sexta-feira, das 10h às 19h.

 

Com a colaboração de Carolina Lopes/Agência AL

Voltar