Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Assistir
01:30 Sessão Ordinária
Ao vivo

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
21/03/2013 - 15h07min

Exibição do longa Colegas encerra Seminário Estadual sobre a Síndrome de Down

Imprimir Enviar
Elenco do longa participou de debate sobre o filme. FOTO: Solon Soares/Agência AL

A exibição do longa "Colegas", produzido pelo cineasta Marcelo Galvão, marcou o encerramento das atividades desenvolvidas durante o Seminário Estadual sobre a Síndrome de Down, realizado ao longo desta quinta-feira, na Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Vencedor do Festival de Gramado 2012 e da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, o filme mostra como a amizade de três amigos portadores da Síndrome de Down supera suas limitações na busca de realizar seus maiores sonhos.

Antes da tão esperada exibição do longa, a plateia que lotou o Auditório Antonieta de Barros pode interagir com o diretor, produtores e especialmente com os atores e protagonistas do filme. Entre uma pergunta e outra, o diretor Marcelo Galvão falou sobre a experiência emocionante de dirigir o longa, inspirado no convívio familiar com o tio Marcio, portador da doença. Ao considerar o filme totalmente descompromissado, Galvão ressaltou que a proposta nunca foi falar sobre a síndrome ou deficiência diretamente, mas mostrar a importância da amizade e dos sonhos, revelando a capacidade que os portadores têm de atuar quebrando qualquer preconceito e, principalmente, mostrar que eles têm seu espaço assegurado dentro da dramaturgia.

Segundo o diretor, a linguagem utilizada no filme fala com todo mundo, não está voltado para as pessoas com síndrome de Down. “A grande receptividade do longa, tanto no Brasil quanto no exterior, comprova a ideia de que todos somos iguais independente das limitações, uma vez que todos nós temos sonhos”, destaca.

Protagonista do filme, Ariel Goldenberg disse que atuar, superar seus limites e ver sua capacidade de representação do personagem foi sua maior satisfação. Ao classificar a obra como um avanço para os portadores, Ariel recomendou que as pessoas assistam ao filme. “Além de uma bela história, o público vai se emocionar”, destaca. Na ocasião, Rita Pokk, principal atriz do longa Colegas, agradeceu a produção que, segundo ela, com dedicação e principalmente confiança em sua capacidade realizou seu maior sonho de atuar. “Essa experiência mostra que os portadores podem muito mais”, frisou.

Tatiani Magalhães
Agência AL

Voltar