Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Ao vivo

Revista Digital

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Filtrar por deputado / bancada
Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
19/09/2017 - 17h43min

Semana do Trânsito: Brasil é o quinto país que mais mata no trânsito

Imprimir Enviar

Na Semana Nacional do Trânsito, o deputado estadual Serafim Venzon (PSDB) debateu o assunto em plenário. O parlamentar mostrou dados alarmantes sobre a situação do trânsito no Brasil. Venzon também fez uma moção sugerindo que a próxima campanha da fraternidade aborde o tema Paz no Trânsito.

O Brasil é o quinto país do mundo em número de mortes no trânsito, segundo a Organização Mundial da Saúde. Os acidentes são a nona maior causa de mortes no planeta, vitimando 1,3 milhões de pessoas por ano. No Brasil, são cerca de 40 mil mortes/ano. “São mortes que podem ser evitadas. 92% das causas desses acidentes envolvem o fator humano”, destaca Venzon, que é médico especialista em tráfego.

Além das inúmeras mortes, os acidentes deixam muitas seqüelas. A estimativa é que 400 mil pessoas fiquem com alguma seqüela dos acidentes todos os anos no país.  “Além de interromper sonhos, os acidentes desestruturam toda uma família. É uma epidemia”, lamenta o parlamentar.

O gasto com os acidentes de trânsito também são altos. O custo dessa epidemia é de R$ 56 bilhões por ano no Brasil. Em Santa Catarina, o estado gasta R$ 1,6 bilhões por causa dos acidentes. “É um valor altíssimo e ainda não leva em conta os gastos com processos e perícias dos acidentados. Imaginem quantas escolas ou hospitais poderiam ser construídos com esse dinheiro?”, questiona.

Fator humano é a principal causa dos acidentes
De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, entre as principais causas dos acidentes com mortes ocorridos em 2016 estão a falta de atenção do condutor, velocidade acima do permitido, bebida e volante, desobediência à sinalização, ultrapassagens forçadas e sono. As motos representam 35% dos acidentes e 84% dos motoristas envolvidos nos acidentes são homens.

Pedido à Campanha da Fraternidade
De acordo com Serafim Venzon, a educação para o trânsito é o principal fator para diminuir a quantidade de acidentes. Ele usou exemplos de países como a Suécia e Alemanha. Enquanto o Brasil tem 23,4 mortes para cada 100 mil habitantes, os dois países têm apenas cinco. “O Brasil necessita de melhores estradas e mais fiscalização, mas acima de tudo precisa educar e fazer campanhas constantes de conscientização”, alerta.

Por isso, o parlamentar apresentou uma moção à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil sugerindo que a campanha da fraternidade de 2019 tenha como tema a Paz no Trânsito.

 

--

Assessoria de Imprensa
Ana Maria Leal da Veiga
Deputado Estadual Serafim Venzon
(48) 9633-4105
(48) 3221.2717

Acompanhe Serafim Venzon


Serafim Venzon
Voltar