Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Ao vivo

Acompanhe a programação pelo Youtube.


Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
31/10/2016 - 16h41min

Três varinhas, papel e linha ajudam a tirar adolescentes das ruas em São José

Imprimir Enviar

Não se trata de mágica: a fábrica de pipas Tigrão, localizada em São José, emprega oito adolescentes para mantê-los afastados das ruas no contraturno escolar. “Os pais trabalham fora, chegam e pedem se os filhos têm condições de trabalhar aqui”, informou Reginaldo Gonçalves de Oliveira, proprietário da fábrica e um entusiasta do brinquedo milenar, feito com três varinhas, papel de seda e linha.

Bruno Amaral (14), aluno do 7º ano da escola de educação básica Aldo Câmara da Silva, monta pipa há dois meses. “Geralmente não tenho nada para fazer em casa e venho também porque gosto”, justificou Bruno, que encapa (cola o papel na estrutura de bambu) cerca de 80 a 100 pipas por semana. “Começo às 13h30 e paro às 17h30”, revelou o estudante, que fatura R$ 0,15 por pipa. “Recebem por comissão”, explicou Reginaldo, que vende as pipas por R$ 1,50.

O instrutor dos adolescentes, Diego Peres (23), também deixou as ruas para montar pipas. “Eu estava no caminho errado, fazer pipa me deu uma vida nova”, confessou Diego, que garantiu que a confecção não tem segredo. “Basta ter calma e paciência, alinhar e amarrar bem as varinhas, cortar certinho o papel e colar. Se um lado ficar mais pesado, a pipa cede para aquele lado”, advertiu Diego.

Pipódromo
Segundo o vice-presidente da Associação de Cultura e Lazer de Pipeiros de São José, Marlon Dário Sodré, a principal reivindicação dos aficionados é um local para soltar pipas. “O pipeiro era um marginal, criamos uma associação para brigar pelo nosso espaço, mas a gente sabe que será difícil”, admitiu Marlon.

Linha de montagem
Na Tigrão Pipas funciona uma verdadeira linha de montagem, com moldes para cinco tamanhos diferentes. O montador apenas fixa as varinhas nos locais determinados e amarra-as com a linha. “Fui passar uma temporada no Rio de Janeiro e conheci o molde”, informou o empreendedor, acrescentando que sem o molde um adulto leva cerca de 20 minutos para fazer a armação. “Com o molde nós fazemos uma armação em dois minutos e a encapação em mais dois minutos”, revelou Reginaldo.

Contatos com a Tigrão Pipas através dos telefones (48) 8465.3565 e 3346.0465.

Vítor Santos
Agência AL

Voltar