Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Ao vivo

Acompanhe a programação pelo Youtube.


Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
16/06/2021 - 16h38min

Reitores de universidades prestigiam reunião de frente parlamentar do setor

Imprimir Enviar
Reunião da Frente Parlamentar com reitores das Universidades vinculadas ao Sistema Acafe
FOTO: Solon Soares/Agência AL

A Frente Parlamentar de Defesa das Instituições de Educação Superior Legalmente Habilitadas esteve reunida na manhã desta quarta-feira (16) para fazer um balanço das ações desenvolvidas na área do ensino superior desde o ano de 2019.

O encontro foi coordenado pelo deputado Rodrigo Minotto (PDT) e contou com a participação do presidente da Acafe, reitor Aristides Cimadon, e de vários reitores de universidades comunitárias de Santa Catarina, vinculadas ao sistema Acafe.

Todas as falas destacaram o fortalecimento do ensino superior no Estado. Conforme Minotto, o governador Carlos Moisés anunciou nesta terça-feira (15) um incremento de R$ 140 milhões em bolsas de estudos dos artigos 170 e 171. “Com isso, o total investido somente neste ano chega a impressionantes R$ 467 milhões”.

Minotto entende que isso não são apenas números. “São oportunidades geradas para milhares de famílias catarinenses. Educação é transformação e esses investimentos retornam para a sociedade com formação de qualidade e serviços prestados.” Integram ainda a Frente Parlamentar os deputados Kennedy Nunes (PSD), Marlene Fengler(PSD), Sergio Motta (Republicanos) e Jerry Comper (MDB).

Posicionamentos
O presidente do Sistema Acafe e reitor da Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc de Joaçaba) agradeceu os deputados e ao governo do Estado pelo aumento do repasse de recursos dos artigos 170 e 171. “Percebo como esses recursos fazem a diferença. Essas ações fazem parte do patrimônio de Santa Catarina.” Destacou ainda que a educação no Estado vivencia um momento ímpar e lembrou que o compromisso das universidades é com o desenvolvimento de todas as regiões.

Como coordenador da Frente Parlamentar, Minotto disse que não imaginou que as ações do colegiado pudessem alcançar tanto êxito. “Fico emocionado ao receber mensagens de alunos e de mães de estudantes agradecendo o nosso trabalho pelas oportunidades ofertadas. Sempre que posso agradeço o comprometimento do governador Carlos Moisés, que entende que a educação é a transformação da sociedade”.

A reitora da Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc Criciúma), Luciane Ceretta, reforçou a importância das universidades comunitárias para o desenvolvimento do Estado. “As 15 instituições comunitárias do sistema Acafe são diferenciadas porque entregam além do diploma, interagindo e contribuindo com as demandas da comunidade”.

Ela frisou que as universidades comunitárias não têm dono e não visam lucro, sendo os recursos dos estudantes reinvestidos nas instituições. “O Uniedu não pode ser visto só como programa de bolsas, mas uma política de desenvolvimento social e econômica do estado. São mais de um milhão de pessoas atendidas e amparadas nas universidades comunitárias.”

Ceretta entregou um livro ao deputado Rodrigo Minotto contendo um relatório de atividades desenvolvidas nas 15 universidades comunitárias que integram o sistema Acafe.

Para o responsável pelas Relações Institucionais e Governamentais e coordenador da Plataforma Acafe, Adriano Rodrigues, a Frente Parlamentar significa um marco instituído na Assembleia Legislativa e um salto para o aprimoramento das demandas da educação. “É realmente algo muito importante para os estudantes e para as famílias destes estudantes.”

O professor da Associação Catarinense das Fundações Educacionais (Acafe Florianópolis), Paulo Ivo Koehntopp, acredita que é um momento histórico para a educação de Santa Catarina. “O estado tem um IDH alto porque as universidades comunitárias possibilitam a retenção dos estudantes no interior”.

A reitora da Universidade Regional de Blumenau (Furb), Márcia Cristina Sardá Espíndola, enfatizou a importância do Uniedu e afirmou que a transformação a partir dessa política pública acontece em todas as regiões do Estado.

Para a vice-reitora da Universidade da Região de Joinville (Univille), Therezinha Maria Novais de Oliveira, as bolsas são imprescindíveis para os estudantes. “Os recursos fazem com que possamos ter desenvolvimento em várias áreas. A comunidade da Univille agradece o apoio”.

De acordo com o reitor do Centro Universitário para o Desenvolvimento do Alto Vale do Itajaí (Unidavi Rio do Sul), Alcir Teixeira, são incontáveis os benefícios que essas ações representam para o interior do Estado. “A nossa universidade está bem articulada com a comunidade, empresários e o poder público local. Todos os recursos aplicados na educação vão além do ensino.”

O reitor da Universidade do Planalto Catarinense (Uniplac Lages), Kaio Henrique Coelho do Amarante, declarou que há alguns anos a discussão girava em torno apenas da sobrevivência e agora se fala sobre o desenvolvimento das universidades. “A serra catarinense está em desenvolvimento muito em função da universidade forte.”

A pró-reitora da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc Florianópolis), Letícia Sequinatto, agradeceu o apoio dos deputados e disse que todas as ações desenvolvidas na área da educação repercutem positivamente na sociedade.

Frente Parlamentar
A Frente Parlamentar em Defesa das Instituições de Educação Superior Legalmente Habilitadas a Funcionar em Santa Catarina tem como objetivo buscar o cumprimento do artigo 170 da Constituição Estadual, que trata da destinação obrigatória, por parte do governo catarinense, de recursos do orçamento para o financiamento de bolsas de estudo nessas instituições.
 

Vandro Welter
AGÊNCIA AL

Voltar