Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Ao vivo

Acompanhe a programação pelo Youtube.


Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
30/11/2018 - 14h55min

Eficiência, inovação e inclusividade: metas do novo presidente da OAB-SC

Imprimir Enviar
Rafael Horn tem 43 anos e vai presidir a OAB em Santa Catarina a partir de 1 de janeiro de 2019, por três anos
FOTO: Luis Debiasi/Agência AL

Eficiência, inovação e inclusividade são as metas que vão nortear o mandato do novo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil em Santa Catarina (OAB-SC), Rafael de Assis Horn, eleito nesta semana, com 50,31% dos votos válidos. Ele tomará posse no cargo no dia 1º de janeiro, para um mandato de três anos.

Formado em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Horn é natural de Florianópolis, tem 43 anos e atua na área há 21 anos. É tesoureiro da atual diretoria da Ordem, onde desenvolveu iniciativas como o portal da transparência, a adoção de regras de governança e o pagamento das anuidades dos advogados por meio de cartão de crédito.

“Minha eleição é fruto de um projeto coletivo, que teve início em 2013, quando vencemos as eleições, com um compromisso renovação constante dos quadros. É um projeto focado em cima de metas, não em nomes de pessoas”, afirma.

O plano de gestão do mandato de Horn foi elaborado em cima de três metas principais: eficiência, inovação e inclusividade. “Eficiência para atender melhor a advocacia, com maior agilidade possível. Para isso, teremos uma OAB 100% digital.”

Na inovação, uma das propostas é instalar câmeras com áudio e vídeo nas salas de audiência do Poder Judiciário, para que os advogados possam gravar os atos judiciais e tenham maior proteção de suas prerrogativas. Na inclusividade, o objetivo é aproximar mais o advogado catarinense da entidade. “Temos que melhorar a nossa comunicação com o advogado”, considera.

A capacitação profissional também está entre as preocupações do novo presidente. Para isso, ele pretende intensificar o uso das ferramentas de capacitação online disponibilizadas pela Escola Superior de Advocacia da OAB.

“O profissional que entra no mercado, em especial o jovem, infelizmente nem sempre vem bem preparado para o exercício da advocacia”, destaca. “Temos cursos online para gestão de escritório, sustentação oral, cálculo de honorários, entre outros, para suprir uma lacuna que o ensino jurídico deixa”, diz.

A interlocução com o Poder Judiciário para aprimorar a atuação dos advogados e, por consequência, melhorar os serviços prestados ao cidadão, e a manutenção do protagonismo institucional da OAB na defesa da Constituição e da legalidade também estão entre as prioridades do novo presidente da entidade.

Marcelo Espinoza
Agência AL

Voltar