Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Ao vivo

Acompanhe a programação pelo Youtube.


Revista Digital

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Filtrar por deputado / bancada
Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
06/02/2013 - 16h58min

Saretta pede urgência na licitação para construção de cisternas aos atingidos pela estiagem

Imprimir Enviar
Deputado Neodi Saretta (PT)

Em discurso, nesta quarta-feira (06), na Assembleia Legislativa, o deputado Neodi Saretta (PT) falou sobre mais uma estiagem que afeta o oeste catarinense. “São 10 anos de perdas consideráveis na agricultura catarinense e isso reflete diretamente na economia e na mesa dos brasileiros”, disse o deputado.

Saretta ressaltou, mais uma vez, a necessidade de medidas estruturantes e providências urgentes do Estado para amenizar o sofrimento dos agricultores. O parlamentou relatou que, no ano passado, uma parceria foi firmada entre o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e o Governo do Estado, para a construção de 4,9 mil cisternas para reaproveitamento da água da chuva, em 81 municípios das regiões Oeste e Extremo-Oeste que foram atingidos pela estiagem nos últimos anos. O investimento do MDS é de R$ 12,3 milhões e a contrapartida do Estado será de R$ 650 mil.

O deputado fez, inclusive, um requerimento ao Governo do Estado e a Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação para que essa licitação seja feita o mais breve possível. “Os recursos já foram liberados. Agora, o Estado precisa dar andamento ao processo licitatório, pois há milhares de pessoas sofrendo com a estiagem”, cobrou Saretta. 

Dados apontam que, na região da Associação dos Municípios do Alto Uruguai Catarinense (Amauc), cerca de 70% da safra de milho foi perdida devido a estiagem. A bacia leiteira também apresenta prejuízos, com queda de 10 a 20% na produção. 

Neodi Saretta citou as ações do governo federal para o combate a seca na região Sul do Brasil. “O prazo para adesão do crédito emergencial do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), foi prorrogado até o dia 28 de fevereiro”. O crédito pode ser acessado por agricultores dos municípios que decretaram situação de emergência ou estado de calamidade pública entre 1° de dezembro de 2011 e 30 de abril de 2012.

“Não podemos ficar de braços cruzados, pois são muitas famílias sofrendo com a seca. Falta chuva, mas não falta esperança para agricultura de Santa Catarina que é formada por mulheres e homem batalhadores que, mesmo enfrentando 10 anos de seca, não desistem da vida no campo”, finalizou o parlamentar.

Acompanhe Neodi Saretta


Neodi Saretta
Voltar