Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Ao vivo

Acompanhe a programação pelo Youtube.


Revista Digital

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Filtrar por deputado / bancada
Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
22/02/2022 - 15h57min

Lei do Prefis-SC permitiu renegociação de até R$ 1 bilhão em débitos fiscais

Imprimir Enviar
Deputado Milton Hobus

Com previsão para encerrar na próxima sexta-feira (25), o Programa Catarinense de Recuperação Fiscal (Prefis-SC) renegociou aproximadamente R$ 1 bilhão de débitos fiscais gerados do início da pandemia até 31 de maio de 2021. O total de descontos de juros e multa alcançou R$ 496 milhões. Os dados foram divulgados pelo deputado Milton Hobus (PSD) com informações da Secretaria da Fazenda.

O projeto de lei que permitiu a criação do benefício passou por mudanças significativas na Assembleia Legislativa, como a inclusão de empresas do Simples. O parlamentar, que é autor da emenda que permitiu essa alteração, destaca que o segmento dos pequenos negócios conseguiu renegociar R$ 7 milhões em dívidas no período. O Legislativo também ampliou o parcelamento e a faixa de desconto.

“É fundamental que o Estado crie mecanismos para reduzir os prejuízos que milhares de empresas tiveram com a pandemia. Não é justo que empreendedores tenham que pagar juros e multas sobre impostos gerados em um período muito difícil para a economia, principalmente para os pequenos”, destaca Hobus.

Do total do Prefis-SC, a maior parte dos pagamentos (95%) foi integral, o que possibilitou descontos de 90% – a versão original do projeto permitia somente 80% de redução.  A maior fatia de débitos fiscais renegociados foi de ICMS - Dívida Ativa (R$ 468 milhões) e ICMS Notificação Fiscal (R$ 366 milhões).

Segundo a Fazenda, a adesão ao Prefis é efetivada com o pagamento da primeira parcela ou pagamento integral até sexta-feira (25). Em caso de pagamento em cota única, a redução de juros e multa é de 90%. No parcelamento, os descontos variam de 30% a 80%, sendo possível parcelar em até 60 vezes, com desconto gradativo.


Jacson Almeida
48 999190764
Assessoria de Imprensa 
Deputado Milton Hobus

Acompanhe Milton Hobus


Milton Hobus
Voltar