Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Assistir
21:15 Memória da Imprensa
Ao vivo

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
20/02/2017 - 12h52min

Governador convoca 1.084 aprovados em concurso da Polícia Militar

Imprimir Enviar
Governador Raimundo Colombo na cerimônia de convocação dos excedentes da PM em Florianópolis
FOTO: Eduardo G. de Oliveira/Agência AL

O governador Raimundo Colombo oficializou, na manhã desta segunda-feira (20), o ingresso de 1.084 novos servidores para a Polícia Militar (PM), com base nos aprovados no último concurso para a corporação. Durante o ato, realizado no Centro de Ensino da PM, em Florianópolis, Colombo anunciou que no segundo semestre de 2017 também chamará os excedentes dos concursos para a Polícia Civil (PC) e o Instituto Geral de Perícias (IGP), e que abrirá certame para ingresso no Corpo de Bombeiros Militar (CBM).

Durante a cerimônia, acompanhada por parte do secretariado estadual e alto escalão da Polícia Militar, Colombo afirmou que a decisão por reforçar a área de segurança pública teve por base o clamor da sociedade e a perspectiva de aumento nos índices de criminalidade registrados no estado. “2017 ainda será um ano difícil, de receita baixa, mas não poderíamos mais postergar esta decisão. Todo este esforço é pela compreensão do agravamento da tensão social. Se não tomássemos uma ação agora, poderia haver consequências graves no futuro. Por isso a fizemos, para que Santa Catarina não se torne um estado mais violento.”

Os convocados (987 homens e 97 mulheres) elevarão o quadro de policiais militares no estado para 10.280 efetivos. Tendo por base salário inicial de R$ 4.845, a estimativa de custo da Secretaria de Estado da Fazenda com a medida é de R$ 5,2 milhões mensais, ou R$ 70 milhões anuais (já contabilizado o 13º salário).

A próxima etapa prevê a realização, a partir de maio, de um curso de preparação aos iniciantes, que deverão ser colocados em serviço efetivo a partir da primeira quinzena de dezembro.

Distribuição dos efetivos
Na entrevista coletiva à imprensa que se seguiu à cerimônia de assinatura do ato de convocação, o comandante-geral da PM, coronel Paulo Henrique Hemm, afirmou que a medida permitirá à corporação retomar o policiamento preventivo, hoje praticamente abandonado em função da falta de profissionais, destacados para ações de repressão ao crime.

Sobre a distribuição dos novos policiais, Hemm afirmou que ainda não há uma decisão tomada, mas que a PM prevê enviá-los principalmente para as regiões e cidades-polo consideradas em situação mais crítica. Neste sentido, foram citados o Vale do Itajaí, Grande Florianópolis, Joinville, Chapecó, Blumenau e Criciúma.

Já em pequenos municípios e áreas rurais, o Comando da PM pretende destacar a Polícia Ambiental para prestar o atendimento. 

Alexandre Back
Agência AL

Voltar