Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Ao vivo

Serviço temporariamente em manutenção.
Acompanhe a programação da TVAL pelo Youtube.


Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
14/10/2021 - 10h16min

Deputados parabenizam professores e pedem valorização da carreira

Imprimir Enviar
Deputados parabenizaram e pediram valorização dos professores durante a sessão plenária
FOTO: Bruno Collaço / AGÊNCIA AL

A celebração do dia do professor, nesta sexta-feira (15), motivou pronunciamentos parlamentares na tribuna da Assembleia Legislativa, durante a sessão ordinária desta quinta-feira (14). O deputado Dr. Vicente Caropreso (PSDB), que foi relator da comissão mista da Assembleia Legislativa que discutiu a construção de um novo plano de carreira para o magistério público, espera que o governo aproveite a data para apresentar o projeto que consolida a valorização do professor.

O parlamentar citou um estudo da Universidade de Harvard, que demonstrou que alunos expostos a bons professores na infância e na adolescência tiveram um aumento na chance de cursar boas universidades; de ter melhores salários; diminuição de risco de gravidez na adolescência e menor chance de viver em locais violentos. A educação, portanto, é uma ferramenta para a melhoria da qualidade de vida.

“Felizmente a educação catarinense vive um momento histórico de valorização. O governo catarinense definiu o mínimo remuneratório de R$ 5 mil para o professor com formação superior, que garantiu ganho salarial para mais de 60% dos professores”, disse Dr. Vicente. Mas é preciso ir além e garantir a descompactação da carreira e a valorização dos profissionais mais qualificados, acrescentou.

O deputado afirmou que a comissão mista construiu um relatório robusto e real para subsidiar o governo nesse processo. O relatório prevê a descompactação da tabela de vencimentos do magistério com a ampliação das letras na carreira e com a valorização dos profissionais com pós-graduação, garantindo 50% de diferença entre o professor com nível de ensino médio e o de licenciatura plena, e de 100% entre o professor com nível médio e o professor com doutorado. Hoje um profissional com doutorado na rede pública de educação recebe cerca de R$ 5 mil. Com a proposta da comissão, passaria a receber cerca de R$ 10 mil.

A categoria aguarda que o governo do Estado encaminhe projeto de lei para a Assembleia Legislativa contemplando essas propostas.

Desigualdade social
O deputado Silvio Dreveck (PP) congratulou-se com os professores pela passagem do seu dia e disse que é preciso reconhecer e valorizar os professores catarinenses. “Muitíssimo obrigado e parabéns a vocês que adotaram essa profissão para transferir conhecimento e dar oportunidade às pessoas.” Dreveck acrescentou que a educação é um dos poucos instrumentos que pode ajudar a diminuir a desigualdade social, já que “a nossa sociedade é muito injusta no quesito distribuição de renda”. “O professor que se dedica, que assume com responsabilidade e compromisso, faz a diferença na vida das crianças”, finalizou.

O deputado Nilso Berlanda (PL) homenageou a sua primeira professora, dona Jurema (in memoriam), e em nome dela parabenizou todos os professores.

Despedida
O deputado suplente Rudinei Floriano (PSL), que por 30 dias ocupou a cadeira do deputado licenciado Coronel Mocellin (PSL), despediu-se da Assembleia Legislativa durante a sessão. Ele agradeceu ao deputado Mocellin pela oportunidade e a toda a equipe do gabinete pelo apoio. “Uma coisa é ver o Parlamento de fora, outra coisa é estar aqui.”

Floriano acrescentou que um período de 30 dias é muito curto, mas afirmou que conseguiu fazer moções, projetos de lei e requerimentos. “Hoje mais do que nunca vejo a importância desta Casa para a democracia e o quanto é importante termos aqui bons deputados, pessoas comprometidas com a sociedade. Isso me motiva a continuar buscando essa representatividade dos catarinenses.”

Lisandrea Costa
Agência AL

Saiba Mais

Voltar