Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Ao vivo

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
03/05/2018 - 12h41min

Curta-metragem apresenta alternativas para um futuro sustentável

Imprimir Enviar
Carolina Viviane Nunes
FOTO: Karina Ferreira/Agência AL

A arquiteta blumenauense Carolina Viviane Nunes foi à tribuna da Assembleia Legislativa na manhã desta quinta-feira (3) para divulgar o curta-metragem “A cidade e o rio”, de sua autoria, que aborda a importância da preservação dos cursos d’água para o desenvolvimento econômico e social da população.

O trabalho é o resultado de uma pesquisa realizada por ela em Munique, Alemanha, após participar do programa Bundeskanzler Stipendium - voltado a jovens lideranças mundiais – e utiliza como referência o rio Itajaí-Açu, que corta sua cidade natal. “Assim como Blumenau, as cidades brasileiras se beneficiaram dos rios para se desenvolver, mas não cuidaram deles. Com o tempo, os cursos d’água passaram a ser vistos como uma barreira que precisava ser ultrapassada para a cidade continuar crescendo”, disse.

De acordo com a arquiteta, o modelo seguido pelas cidades catarinenses, de retificar rios e concretar margens, é considerado ultrapassado na Alemanha, país onde há cada vez mais um entendimento pela busca da proteção ambiental.

Tal atitude, além de promover o reencontro das pessoas com a natureza, também oferece maior proteção contra a ocorrência de enchentes, em exemplo que deve ser seguido em nosso estado, disse. “Santa Catarina pode ser a promotora de um novo modelo sustentável e eu conto com o apoio da Assembleia para novos projetos em educação e urbanização que incluam este novo conceito, para que tenhamos mais qualidade de vida nas nossas cidades.”

O pronunciamento contou com o apoio dos deputados Cesar Valduga (PCdoB) e Ismael dos Santos (PSD).

“Além de trazer benefícios aos ecossistemas, esta recuperação pode transformar os rios em novos espaços públicos para uso das populações locais e para a promoção do turismo. Neste sentido, estudos como esses são muito importantes e nós, aqui neste Parlamento, temos que socializá-los com as administrações municipais”, disse Valduga, autor do requerimento para a divulgação do curta-metragem.

"Esta temática certamente diz respeito à realidade catarinense. Parabéns pela sua determinação em trabalhar nesta perspectiva, de incentivar uma maior a convivência entre o cidadão e a natureza”, declarou Ismael.

Alexandre Back
Agência AL

Voltar