Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Ao vivo

Acompanhe a programação pelo Youtube.


Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
11/03/2020 - 21h17min

Alesc sedia lançamento da Feira Estadual da Reforma Agrária

Imprimir Enviar

FOTO: Rodolfo Espínola/Agência AL

Integrantes de movimentos sociais ligados à agricultura familiar e à agroecologia participaram, na noite desta quarta-feira (11), do lançamento da Feira Estadual da Reforma Agrária, Agricultura Familiar, Camponesa e Economia Solidária, que será realizada de 16 a 18 de abril no Largo da Alfândega, em Florianópolis.

Requerido pelo deputado licenciado Padre Pedro Baldissera (PT), o evento teve início com a apresentação musical, de poesias e vídeos com depoimentos de agricultores sobre temas como soberania alimentar, produção orgânica, respeito ao meio ambiente, entre outros, relacionados à vida no campo.

Para o deputado Fabiano da Luz (PT), é preciso desenvolver a cadeia produtiva, para que a agricultura familiar possa produzir e vender. “Nosso desafio é fazer com que a sociedade conheça o MST, que no ano passado exportou 28 mil toneladas de arroz orgânico, uma boa parte para os Estados Unidos.”

Ao informar que mais de 90% das propriedades de Santa Catarina trabalham no modelo da agricultura familiar, o deputado Carlito Merss (PT) lembrou que o MST organiza dez cooperativas e em torno de 2,5 mil famílias de agricultores no estado.

Já Vilson Santin, da coordenação da feira, classificou o evento como uma missão profética, referindo-se à fala anterior do padre Vilson Groh, que considerou a produção orgânica do campo a única saída para combater a fome que assola o planeta. “Quero pedir aplausos às mulheres sem-terra, que resistem apesar das ameaças, dos mais de 100 companheiros que aqui estão e que tiveram que sair de acampamentos do MST, além dos movimentos como a Via Campesina, Fetraf-Sul e outros que lutam pela reforma agrária”, enfatizou Santin.

Prestigiaram também o ato a deputada Luciane Carminatti (PT), o presidente estadual do PT, Décio Lima, vereadores da Capital Marquito (PSOL) e Lino Peres (PT), pesquisadores da UFSC e representantes de entidades como a Associação dos Juízes para a Democracia.

Rubens Vargas
Agência AL

Voltar