Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
28/09/2022 - 18h07min

Definida a logística do transporte das urnas que serão auditadas

Imprimir Enviar
O diretor-geral do TRE-SC, Gonsalo Ribeiro, explicou como será a logística para o transporte das urnas sorteadas
FOTO: Vicente Schmitt/Agência AL

Mais de 100 pessoas vão trabalhar no sábado (1º), a partir das 7 horas, para o transporte de 35 urnas eletrônicas que serão sorteadas também no sábado, às 9 horas, no hall da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (Alesc), para serem auditadas durante o primeiro turno das eleições, que acontecem no domingo (2). Destas 35 urnas, 25 ficarão no Parlamento, duas serão utilizadas no projeto-piloto com biometria, que ocorrerá na Escola de Educação Básica Professor Henrique Stodieck, em Florianópolis, e oito em municípios que serão sorteados e utilizados no Teste de Autenticidade, regulamentados pela Resolução TSE nº 23.673/2021.

O diretor-geral do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC), Gonsalo Agostini Ribeiro, explica que a logística para o transporte das urnas eletrônicas que serão sorteadas envolverá a Polícia e Bombeiros Militar, com o deslocamento de um avião para São Miguel do Oeste e quatro veículos do TRE-SC em cidades estratégicas do estado. “Assim que forem sorteadas as 35 urnas na Alesc das 16.249 existentes no estado, essas urnas serão retiradas dos municípios e transportadas para Florianópolis, sendo substituídas por outras.”

A cerimônia pública de sorteio e indicação das urnas que deverão passar pelo teste será promovida pela Comissão de Auditoria da Votação Eletrônica na véspera da eleição e será transmitido pelo canal do Youtube da Justiça Eleitoral. Gonsalo lembra que desde 2002 a auditoria é realizada pela Justiça Eleitoral e este ano o número de urnas foi ampliado e envolvendo estudantes do estado. O processo prevê que no domingo, dia das eleições, as urnas receberão os votos de estudantes em cédulas em papel que serão depositados numa urna de lona. “No final das eleições, os votos em papel e os digitados, mesmo não valendo para o pleito, serão comparados, comprovando a eficiência e idoneidade da eleição.”

Ainda segundo Ribeiro, todos os procedimentos adotados serão disponibilizados, ao vivo, pela internet. “Essa atividade estará no nosso canal no Youtube e quem a acompanhar poderá ver que o voto recebido em cédula de papel e aquele digitado em sistema de acompanhamento e na urna eletrônica são a mesma coisa.”

Ney Bueno
Agência AL

Voltar