Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Assistir
23:00 Jornal da Assembleia
Ao vivo

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
05/10/2014 - 12h57min

Soldados do Exército reforçam a segurança do pleito em Santa Catarina

Imprimir Enviar
Soldados reforçam a segurança nos locais de votação. FOTOS: Fábio Queiroz/Agência AL

Duzentos soldados do Exército estão reforçando a segurança dos locais de votação em 24 municípios catarinenses, sendo que cinco mil homens estão de prontidão. A vinda dos militares foi aprovada pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Dias Toffoli, em razão da onda de atentados que atinge o estado há dez dias, com 84 ocorrências.

O pedido para a vinda das tropas foi feito pelo Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC), com o objetivo de garantir a tranquilidade das eleições deste domingo (5) naquelas localidades. O ministro tomou a decisão, que será levada posteriormente à apreciação do Plenário do Tribunal. "A atuação das tropas federais tem previsão apenas para o dia do pleito e se trata de medida excepcional, necessária quando demonstrada a impossibilidade de o Estado garantir a segurança da votação e apuração dos resultados", afirma o ministro na decisão.

O ministro informou que o governador de Santa Catarina diz que "não se opõe ao envio de força federal, questão, inclusive, já acordada com o TRE local". Segundo informa o TRE-SC, os ataques e ameaças colocam em risco a própria realização das eleições, já que alguns juízes eleitorais manifestaram o receio de que a polícia local não tenha efetivos suficientes para assegurar a manutenção da ordem.

De acordo com o TRE, a requisição de força federal tem como finalidade antecipar e impedir eventuais atos criminosos que possam comprometer a ordem das eleições e o livre exercício do direito de voto.

Foi aprovado o envio de força federal para os seguintes municípios do estado: Biguaçu, Blumenau, Campos Novos, Criciúma, Florianópolis, Itajaí-Navegantes, Jaraguá do Sul, Joinville, Lages, Palhoça, Porto União, São José-São Pedro de Alcântara, São Bento do Sul, Tijucas, Tubarão, Chapecó, São Miguel do Oeste, Dionísio Cerqueira, Balneário Camboriú, Gaspar, Imbituba, Joaçaba, Itapema, Rio do Sul.

Operação Rota Segura
Para garantir a segurança do pleito, desde a noite da última quarta-feira a Polícia Rodoviária Federal (PRF) também deflagrou a Operação Rota Segura, com o objetivo de reforçar o policiamento ao longo das 2,3 mil quilômetros de rodovias federais que cortam o estado.

Apesar do reforço, durante a madrugada foram registrados ataques em cinco municípios catariensnses, com carros particulares e uma viatura da PRF incendiados.

Desde o início da onda de ataques, 35 ônibus foram queimados, com o registro de três mortes, uma de um agente de segurança e duas de suspeitos. No total, 43 pessoas foram presas por suspeita de envolvimento nos casos.

Alexandre Back
Agência AL

Voltar