Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Ao vivo

Serviço temporariamente em manutenção.
Acompanhe a programação da TVAL pelo Youtube.


Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
30/06/2021 - 15h26min

Projeto de desenvolvimento do turismo regional é apresentado na Alesc

Imprimir Enviar
Deputado Marcos Vieira fala às lideranças da Grande Florianópolis
FOTO: Bruno Collaço / AGÊNCIA AL

Oito municípios da Grande Florianópolis vão ser beneficiados com um projeto piloto de desenvolvimento de turismo regional, anunciado nesta quarta-feira (30) pelo secretário de estado da Fazenda, Paulo Eli, que autorizou o presidente interino da Santur (Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina), Renê Meneses, para contratação de uma empresa especializada para desenvolver um Plano de Desenvolvimento Integrado do Turismo Sustentável (PDITS). No total serão destinados R$ 550 mil para elaboração de um plano para cada município e um regional, além de desenvolver uma marca do território.

Integram o projeto piloto os municípios de Águas Mornas, Alfredo Wagner, Angelina, Anitápolis, Rancho Queimado, Santo Amaro da Imperatriz, São Bonifácio e São Pedro de Alcântara. Um dos principais incentivadores do projeto foi o deputado Marcos Vieira (PSDB), que promoveu a reunião na Assembleia Legislativa e avaliou como extremamente importante para os oito municípios a autorização para elaboração do plano de desenvolvimento local municipal e regional. “Cada um dos municípios tem sua característica e são potenciais de destino turístico imensurável e o secretário Paulo, junto com o governador Carlos Moiséis, está destinando recursos para que a Santur contrate a empresa para fazer o projeto. Não tenho dúvidas, feito este projeto vamos ter um salto de qualidade turística aqui na Grande Florianópolis.”

O deputado enfatizou que em três anos toda a região ao redor destes oito municípios estará interligada com asfalto e com esse PDITS será mais fácil conseguir recursos junto ao Ministério do Turismo e “vender” as potencialidades de cada cidade para os turistas. Ele lembrou que o governo estadual já destinou R$ 3 milhões para o desenvolvimento turístico destes municípios, que já estão com projetos individuais em análise na Santur. “Acredito que com mais este passo, ao assinarmos o contrato, com prazos definidos, em pouco tempo, juntamente com o trabalho dos prefeitos envolvidos, teremos resultados práticos desse projeto na vida das pessoas.”

O secretário Paulo Eli explicou que o projeto piloto é feito em parceria entre a Secretaria da Fazenda, Santur e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Sustentável para gerar renda e emprego nas regiões que têm Índice de Desenvolvimento Humano (IDHs) mais pobres do estado. “Estas regiões precisam que as pessoas tenham uma renda maior, que tenham mais qualidade de vida e que sejam aproveitadas as potencialidades destas regiões. Elas são bonitas, algumas já são exploradas turisticamente, outras ainda estão para se explorar. São regiões que têm grande potencial econômico e será um plano piloto que depois será expandido para todo estado.”

O presidente interino da Santur, Renê Meneses, informou que a partir da autorização dos prefeitos e do secretário da Fazenda será contratada uma empresa especializada para realizar este levantamento das potencialidades turísticas de cada município. “Se for um processo licitatório normal, o prazo de conclusão dos nove projetos (oito municipais e um regional) estará concluído em um ano. Agora, se for contratado uma empresa do Sistema S (Sebrae ou Sesi), poderá estar concluído em seis meses.”

A presidente da Associação dos Municípios da Região da Grande Florianópolis (Granfpolis), prefeita de Rancho Queimado, Cleci Veronezi (MDB), avaliou a reunião como positiva. “Há muito tempo a gente vinha esperando esse apoio ao turismo regional. O turismo na nossa região aumentou muito, principalmente no período da pandemia do Covid-19, e estamos com grandes expectativas. As pessoas estão procurando qualidade de vida e essa qualidade se encontra na Serra, na natureza, na gastronomia. Estamos acreditando neste projeto e sabemos do potencial de nossos municípios.”

Incentivo ao Turismo
A intenção do Plano Diretor de Desenvolvimento do Turismo Integrado é incentivar na região uma nova rota de turismo, com a abertura de balneários públicos de águas termais, como já existem em outros municípios ( como exemplo Piratuba, no Oeste), e com isso atrair a construção por parte da iniciativa privada de hotéis, lojas, restaurantes e outros empreendimentos, gerando empregos e desenvolvimento sustentável.

Participaram da reunião a prefeita de Rancho Queimado, Cleci Veronezi, prefeita de Anitápolis, Solange Back (MDB), prefeito de Águas Mornas, Omero Prim (MDB), prefeito de Santo Amaro da Imperatriz, Ricardo Costa (MDB), prefeito de Alfredo Wagner, Gilmar Sani (PSDB), prefeita de Angelina, Roseli Anderle (PT), vice-prefeitos, secretários e diretores de turismo dos municípios beneficiados.

Ney Bueno
Agência AL

Voltar