Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Assistir
02:30
Ao vivo

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
18/04/2016 - 10h03min

Pela primeira vez, urna eletrônica é utilizada em eleição de cacique

Imprimir Enviar
Em menos de dez minutos, 162 votos foram computados. FOTO: Divulgação TRE

Urna eletrônica é utilizada em eleição de cacique pela 1ª vez, no domingo (17), na Terra Indígena Toldo Chimbangue, no Oeste de Santa Catarina. Durante todo o dia, 250 indígenas compareceram para votar no futuro cacique da aldeia utilizando uma urna eletrônica.

O registro foi inédito. Segundo a chefe de cartório da 94ª Zona Eleitoral de Chapecó, Adriana Ferreira, os indígenas já estavam adaptados com a máquina, porque participam nos pleitos majoritários. Mas o interesse pela urna também para as votações internas da aldeia “comprova que a comunidade acredita na Justiça Eleitoral e na votação por urna eletrônica”, afirmou a titular.

Esse também foi o posicionamento da FUNAI, Fundação Nacional dos Índios, que apostou na tecnologia para qualificar as eleições da aldeia. De acordo com o coordenador regional da Fundação, Cloves da Silva, essa primeira vez vai servir de modelo para as outras tribos do país.

A votação começou às 8h e foi encerrada às 16h. Assim que a porta da sessão foi fechada, a Justiça Eleitoral realizou a apuração, com o acompanhamento dos mesários, dos candidatos, da Funai e do Ministério Público Federal. Em menos de dez minutos, já havia o resultado: foram 162 votos para a Chapa 1 e 85 para a Chapa 2, saldo que reelegeu o cacique Idalino Fernandes.

Para o cacique eleito, a urna facilitou a votação. Na última eleição, os votos em papel tumultuaram o processo. “Dessa vez foi rápido e não teve confusão”, comentou Idalino Fernandes.

A Justiça Eleitoral realiza cessão de urnas eletrônicas para eleições de entidades públicas organizadas e instituições de ensino desde 1996. O Tribunal prepara a urna, organiza o cadastro de eleitores, treina mesários, digitaliza e insere as fotos dos candidatos na urna, faz a totalização dos votos, entre outras ações. Na página oficial do TRE-SC estão as informações sobre o procedimento para solicitar o equipamento.

Por Beatriz Cerino
Assessoria de Comunicação Social do TRE-SC

Voltar