Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Whatsapp Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Assistir
14:00 Sessão do Tribunal de Contas de Santa Catarina
Ao vivo

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
06/02/2020 - 12h43min

Parlamentares saúdam chegada de nova deputada

Imprimir Enviar
Parlamentares se revezaram para cumprimentar a deputada Anna Carolina
FOTO: Bruno Collaço / AGÊNCIA AL

A sessão ordinária da Assembleia Legislativa desta quinta-feira (6) foi marcada pela recepção dos parlamentares à deputada Anna Carolina (PSDB), que tomou posse para um período de 60 dias no cargo, em substituição ao deputado licenciado Dr. Vicente Caropreso (PSDB). A nova parlamentar foi saudada por vários de seus colegas.

“Essa Casa vive a alegria de receber mais uma mulher, vamos trabalhar juntas.” - Paulinha (PDT)

“Satisfação de receber mais uma mulher para abrilhantar esse lugar.” - Ana Campagnolo (PSL)

“Conheço sua trajetória e, em nome do MDB e da bancada feminina, quero desejar sucesso.” Ada de Luca (MDB)

“Quero dar boas vindas e dizer a todos que ao longo desses últimos anos tenho acompanhado a vida dessa pessoa que engrandece Santa Catarina.” - Marcos Vieira (PSDB)

“Não foi apenas uma substituição, mas a vinda de uma líder qualificada para os debates de que Santa Catarina precisa.” - Dr. Vicente Caropreso

“Começamos a militância juntos, rodávamos o Estado construindo nossos sonhos, o sonho de estar aqui. Sou testemunha do quanto você trabalhou.” - Ivan Naatz (PV)

“Não nasci em Itajaí, mas moro lá há 23 anos. Tenho acompanhado seu trabalho como vereadora, como cidadã e é mais do que merecido ocupar essa cadeira.” - Coronel Mocellin (PSL)

“Essa casa é qualificada e sua chegada a qualifica mais, pela sua perseverança, pela sua vontade de lutar e pelo seu conhecimento.” - Milton Hobus (PSD)

“Conheço e admiro vossa excelência, que vai ajudar a engrandecer os debates e a bancada das mulheres - agora são seis, a maior da história da Alesc.” - Marlene Fengler (PSD)

“Te conheço pouco, mas teremos 60 dias ou mais para conviver. Ocupar a vaga do Caropreso dá mais trabalho. É uma pessoa do bem e que presta um gesto.” - João Amin (PP)

“Eu fui suplente e sei um pouco da alegria que a senhora está sentindo. Quem te apoiou representa muito. Sei que aqui, neste parlamento, a senhora vai honrar cada um.” - Maurício Eskudlark (PL)

“Feliz de quem pode tomar posse num cargo tão honroso com a presença dos seus pais. A Anna é sincera, verdadeira, transparente e demonstrou, no primeiro contato, seu espírito guerreiro.” - Julio Garcia (PSD)

“Sua presença certamente será de grande estímulo para as mulheres neste ano eleitoral.” - Felipe Estevão (PSL)

Escola sem partido
A deputada Ana Campagnolo subiu à tribuna para lamentar que Santa Catarina seja notícia por um processo que vem sendo movido pelo movimento Escola Sem Partido contra o Estado por supostamente não impedir doutrinação dentro de sala de aula. A denúncia de que uma professora  de Caçador usava seu horário de aula para criticar candidatos adversários de sua preferência política foi arquivada pela Secretaria de Estado da Educação. Agora, mãe e filha pedem uma indenização de R$ 100 mil ao Estado. “Se a ação prosperar, todos nós é que teremos que pagar essa indenização”, disse a parlamentar.

A deputada afirmou que o governador Carlos Moisés e o secretário de Estado da Educação, Natalino Uggioni, ignoraram as denúncias e pediu foco “na qualidade da sala de aula e não em carros de luxo”, citando a compra, pelo Executivo, de caminhonetes para a Secretaria da Educação. “Se os professores focassem em ensinar em vez de inculcar na cabeça suas convicções morais, políticas e religiosas, a educação, que está em estado lastimável, melhoraria um pouquinho. Muito mais efetivo do que comprar 85 Fiat Toro para a Secretaria de Educação”, disse Ana Campagnolo.

A deputada também apresentou um vídeo da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, sobre tolerância religiosa.

Recesso produtivo
O deputado Laércio Schuster (PSB) revelou que aproveitou o recesso parlamentar para fazer vários roteiros pelo Vale do Itajaí e ouvir lideranças políticas, comunitárias e empresariais. “O que pude ouvir é que todos estão muito esperançosos com esse novo Brasil que está nascendo na perspectiva de crescimento sustentável”, disse Schuster.

De acordo com o parlamentar, há uma preocupação da população com a qualidade do atendimento em saúde nos pequenos municípios. Schuster também compartilhou a apreensão da classe política com a segurança pública no interior e defendeu a instalação de uma delegacia regional da Polícia Civil entre Indaial e Timbó.

Reforma da Previdência
Laércio Schuster relembrou o protagonismo do Legislativo na discussão sobre o ICMS em 2019 e chamou a atenção para a importância dos debates da reforma da previdência, que entrará na pauta da Assembleia neste ano.

“Vamos ter que atacar privilégios, sem esquecer que estamos lidando com a vida e o futuro dos servidores”, disse Schuster. “Nossa visão terá que ser ampla e cirúrgica para que cheguemos a uma previdência que garanta o futuro de aposentadorias destes servidores, mas sem ficarmos preocupados com as finanças do Estado”, alertou.

Por fim, Laércio Schuster agradeceu aos colegas pela aprovação, em dezembro passado, do PL 17.896/2019, de sua autoria, que obriga o portal da transparência do governo estadual a publicar, além das despesas, também as receitas recebidas pelo Estado.

“Quem quer investir em Santa Catarina terá um mapa simples e completo das finanças do Estado. E de forma muito simples, o cidadão pode saber se tem recursos para escolas e hospitais e cobrar das autoridades os investimentos que melhoram a vida das cidades”, completou.

Situação das rodovias
Mauricio Eskudlark falou da situação caótica das rodovias federais catarinenses e que é preciso cobrar do governo federal maior atenção ao problema. “A BR-470 está um caos. A 282 serra abaixo está em boas condições, mas no Oeste, um caos. A BR-163 é a pior. Por ali passam os grãos para a agroindústria e é transportada a produção agrícola para o porto.”

Segundo Eskudlark, a boa colocação catarinense no ranking da agricultura brasileira se deve ao produtor, ao investidor. “Porque a parte do governo não está sendo feita.”

Menos burocracia
Luiz Fernando Vampiro (MDB) defendeu a diminuição da burocracia na liberação de emendas parlamentares impositivas quando ocorrerem situações adversas que deixem os municípios em estado de emergência ou calamidade pública. Ele destacou a importância da Lei 17.914/2020 – resultado de um PL de sua autoria aprovado no ano passado – com este objetivo.

Acessibilidade
Vampiro também ressaltou a aprovação de uma lei que obriga entidades que promovem eventos religiosos ou esportivos a disponibilizar pelo menos 5% dos banheiros químicos adaptados a pessoas com deficiência. “O presidente da República apresentou projeto de lei ao Congresso Nacional baseado nesta lei”, comemorou o parlamentar.

 

 

Marcelo Santos
Agência AL

Voltar