Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Assistir
00:30 Sessões - Seminários - Eventos
Ao vivo

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
14/08/2019 - 12h04min

Organização de fórum de agronegócio pede apoio da Bancada do Oeste

Imprimir Enviar
Deputados da região Oeste se reuniram nesta quarta-feira (14)
FOTO: Eduardo G. de Oliveira/Agência AL

A Bancada do Oeste recebeu, na manhã desta quarta-feira (14), pedido de apoio para a realização do Fórum Internacional Agro Sem Fronteiras, marcado para os dias 11 e 12 de novembro, em Chapecó. A organização busca a participação da Assembleia Legislativa de Santa Catarina no evento que vai reunir cerca de 500 pessoas dos setores acadêmico, empresarial e das cooperativas de transformação e de produção do Brasil, Paraguai e Argentina.

Flávio Berté, integrante da comissão organizadora do evento, trouxe aos deputados que representam o Oeste catarinense a necessidade de unificar os interesses dos departamentos de Alto Paraná (no Paraguai) e Missiones (na Argentina) e o Estado de Santa Catarina. A meta do fórum, relatou, é fortalecer o agronegócio e principalmente desencadear uma oportunidade de apresentar novas experiências e potencialidades que podem ser desenvolvidas em todo esse território.

“Nós temos muitas possibilidades que estão adormecidas e que poderão ser fomentadas a partir do Fórum. Para nós é muito importante a participação dos parceiros, como o Bloco Regional de Prefeitos, Intendentes, Alcaides e Empresários do Mercosul, o BRIPAEM, a Alesc, o Sebrae, o Fórum de Encadeamento Produtivo, o Fórum de Desenvolvimento do Grande Oeste, a bancada do Oeste”, argumentou. Na avaliação dele, todos esses segmentos vão se fortalecer na construção e consolidação de políticas estratégicas para melhorar a região apesar dos desafios a serem superados como o aprimoramento do comércio trilateral, a estruturação e fundamentação de leis que favoreçam o fluxo de comércio dentro do bloco de países e a fundamentação tributária.

Coordenadora da bancada, Marlene Fengler (PSD) afirmou que o pedido de apoio precisa ser atendido. Segundo ela, a discussão relativa às dificuldades conjuntas no agronegócio entre as nações envolvidas vem de muito tempo. Mas a realização desse primeiro evento, reunindo os três países, precisa ter a participação do parlamento catarinense. E não só para consolidar a atuação da bancada, mas principalmente, para que os deputados conheçam a realidade do Paraguai e da Argentina. “Assim poderemos construir em conjunto de soluções para esse problema”, citou. Uma questão crucial citada por ela é a logística na região.

Presentes na reunião, os deputados Altair Silva (PP), Luciane Carminatti (PT), Marcos Vieira (PSDB), Mauricio Eskudlark (PL), Moacir Sopelsa (MDB), Neodi Saretta (PT) e Nilso Berlanda (PL) foram unânimes na concordância sobre a participação da Alesc. Eles definiram também que as comissões de Agricultura e Relacionamento Institucional, Comunicação, Relações Internacionais e do Mercosul precisam ter conhecimento do convite para que o formato da parceria seja definido.

Saúde
Outra pauta consolidada na reunião foi uma visita que a bancada fará, na manhã de sexta-feira (16), ao Hospital Regional do Oeste (HRO), em Chapecó. A deputada Marlene relatou que a visita in loco servirá para que a realidade atual das instalações seja conhecida. “A partir daí, vamos buscar junto ao governo estadual e federal os recursos para colocar a nova ala, que já está praticamente pronta, em funcionamento. Essa é uma demanda muito grande de todo o Grande Oeste e nada mais justo do que a bancada participar dessa discussão e da construção da solução para o problema, para começar o atendimento o mais rápido possível”, concluiu.

Alessandro Bonassoli
Agência AL

Voltar