Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Assistir
00:15 Sessão Ordinária
Ao vivo

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
06/12/2018 - 10h35min

Mobilização dos homens pelo fim da violência contra a mulher

Imprimir Enviar

FOTO: Solon Soares/Agência AL

A mobilização dos homens pelo fim da violência contra as mulheres, celebrada nesta quinta-feira (6), foi destacada pelos deputados estaduais catarinenses.

“Hoje lembramos os 29 anos de massacre de catorze mulheres em Montreal, no Canadá, pura e simplesmente pelo fato de serem mulheres e por estarem em um espaço considerado pelo assassino de homens. A partir desse crime bárbaro, um grupo de homens iniciou uma organização que adotou como lema jamais cometer um ato violento contra as mulheres e não fechar os olhos contra essa violência, elegendo o 6 de dezembro como o dia de mobilização dos homens contra o fim da violência contra a mulher”, relatou Padre Pedro Baldissera (PT).

Padre Pedro lamentou os 35 feminicídios registrados no estado até outubro deste ano e propôs combater a violência de gênero nas escolas.

“Precisamos de um trabalho acentuado neste espaço com as crianças e adolescentes”, sugeriu o representante de Guaraciaba.

Em aparte, Ismael dos Santos (PSD) concordou com o colega e ressaltou o componente “álcool” nos assassinatos de mulheres.

“Os dados indicam que 70% dos feminicídios tiveram como ‘start’ o álcool, pessoas sob o efeito do álcool cometeram essas atrocidades. Quanto à perspectiva da prevenção, é muito mais barato construir um menino que reformar um adulto”, comparou o representante de Blumenau.

Prorrogação do concurso da Cidasc
Neodi Saretta (PT) anunciou que protocolou indicação para que o Executivo prorrogue o Edital nº 2/2016, que disciplinou concurso público para a Cidasc.

“Parte dos aprovados tomaria posse em maio deste ano, porém houve uma resolução do governo que suspendeu a contratação de novos agentes públicos em 2018. Agora este concurso está por vencer, então protocolei uma indicação pedindo a prorrogação do edital”, afirmou Saretta.

O representante de Concórdia também fez um apelo ao futuro governo para que convoque imediatamente os aprovados.

“Esses profissionais vão atuar na fiscalização e orientação sobre sanidade animal”, justificou Saretta.

Festas do Steinhaeger e da Polenta
Saretta convidou os catarinenses para prestigiarem as festas do Steinhaeger e do Xixo, dias 7, 8 e 9 em Porto União, no Planalto Norte, e da Polenta e do Queijo, dias 7 e 8 em Lindóia do Sul, no Alto Uruguai.

“A festa do Steinhaeger e do Xixo é tradicional na cidade, acontece no centro, próximo de União da Vitória, com desfiles temáticos, jogos germânicos e gastronomia”, informou o deputado, acrescentando que a Festa de Lindóia do Sul celebra a cultura e a gastronomia dos imigrantes italianos.

Aquisição de alimentos da agricultura familiar
Dirceu Dresch (PT) criticou a queda vertiginosa dos valores gastos com a compra de alimentos da agricultura familiar pelos governos federal, estadual e municipais.

O representante de Saudades revelou que em 2012 o programa de aquisição de alimentos da agricultura familiar do governo federal liquidou R$ 52 milhões, contra R$ 7,2 milhões em 2014 e R$ 5 milhões em 2015.

Já em 2018 foram orçados apenas R$ 698 mil, enquanto os projetos apresentados totalizaram R$ 6 milhões.

No estado, de acordo com Dresch, as compras de alimentos da agricultura familiar para as escolas não atingirão os 30% previstos em lei.

“Que discurso é este de que o estado que tem quase 200 mil famílias na agricultura familiar não prioriza este setor?”, questionou Dresch.

No caso dos municípios, segundo o deputado, apesar de alguns atingirem até 100% do orçado com compras da agricultura familiar, muitos não atingirão o patamar mínimo de 30%.

Voltar