Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Assistir
10:35
Ao vivo

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
12/12/2018 - 16h15min

Deputados começam a se despedir e a destacar projetos de leis e ações

Imprimir Enviar

FOTO: Eduardo G. de Oliveira/Agência AL

Com a proximidade do final da Legislatura, os deputados estaduais que não disputaram a eleição ou não se reelegeram começaram a se despedir dos colegas, assessores e servidores do Legislativo e destacaram ações e projetos de leis na sessão de quarta-feira (12).

“Do ano passado para cá – este ano somente alguns meses em função do acidente (vascular cerebral) – do total da cota parlamentar de R$ 5,7 milhões, mais de R$ 3 milhões foram destinados para o setor de saúde de nossa região, incluindo o Alto, Médio e Foz do Rio Itajaí. Do Fundosocial foram R$ 1,2 milhão para o Hospital Ruth Cardoso, concentramos ali”, informou Leonel Pavan (PSDB).

Segundo o parlamentar, dos projetos apresentados durante os quatro anos de mandato, 18 projetos foram transformados em leis e muitos continuam tramitando.

“Vamos sair, mas alguém vai levar em frente”, avaliou Pavan, referindo-se aos projetos que continuam tramitando na Casa.

Silvio Dreveck (PP), presidente do Legislativo, elogiou Pavan, lembrou a luta do líder do PSDB pelo Centro de Eventos de Balneário Camboriú e confessou que pretende retornar ao Parlamento.

“Esperamos retornar em uma próxima Legislatura ou o mais breve possível, se isso for possível”, declarou o representante de São Bento do Sul.

Gabriel Ribeiro (PSD) elogiou colegas e ressaltou a previsão de recursos para construção de um centro de treinamento para os bombeiros no Planalto Serrano.

“Partilhei bons momentos e aprendi bastante, foi uma grande honra dividir um mandato junto com Vossas Excelências, pude deixar um grande legado, com ações legislativas e boas práticas, fica o sentimento de que poderia ter chegado, mas fica o respeito pela vontade das urnas”, avaliou Gabriel, que noticiou emenda de R$ 300 mil no orçamento de 2019 para construção de um centro de treinamento para o Corpo de Bombeiros de Lages.

Cesar Valduga (PCdoB) fez um resumo das atividades parlamentares e ressaltou as ações levadas a cabo na saúde.

“Quero destacar o trabalho desenvolvido no mandato, a participação em Comissões, principalmente o trabalho na área da saúde, criamos a Frente Parlamentar pela Reforma Psiquiátrica e Anti-Manicomial, fizemos grandes debates para aperfeiçoar ainda mais esta especialidade que está aquém dos direitos das pessoas”, afirmou Valduga.

 

Resgate difícil

Gabriel Ribeiro homenageou os bombeiros do 5º Batalhão de Lages que atuaram em um resgate na comunidade de Pinheiro Marcado, no município de Bocaina do Sul.

“No dia 15 de setembro, por volta das 23 horas, Fabrício Silveira fazia uma trilha e caiu em uma ribanceira de 10 metros, infelizmente ele veio a óbito, as pessoas que o acompanhavam entraram em contato com os bombeiros,  que constataram o óbito”, descreveu Gabriel.

 

Homenageado pelo Sinpol

Maurício Eskudlark (PR) revelou que o Sindicato dos Policiais Civis de Santa Catarina (Sinpol-SC) decidiu homenagear-lhe pelos serviços prestados à categoria.

“Serei agraciado às 16 horas, não sei se poderei ir, mas quero agradecer o Sinpol por esta lembrança, o empenho é normal, corriqueiro, está dentro das nossas atribuições e temos uma visão diferenciada, foram mais de 30 anos de atividade policial”, justificou Eskudlark.

 

Dor terrível

Manoel Mota (MDB) contou que escorregou em uma escada, lesionou o ombro, foi obrigado a operar e que agora está sentindo muita dor.

“Fui subir uma escada meio correndo, escorreguei e bati o ombro, senti muita dor, fiz tomografia e tive que fazer uma cirurgia que está me trazendo uma dor terrível, faz seis dias e só dormi três horas em uma noite e três em outra. Mas decidi vir para a Assembleia, vim cumprir missão, de repetente precisa de quórum. Dei um passo para trás, mas depois se dá dois passos para frente, estou muito vivo, vou continuar lutando e defendendo nossa região”, prometeu Mota.

 

Bolsonaro na berlinda

Dirceu Dresch (PT) cobrou rigorosa apuração do caso envolvendo depósitos de comissionados do deputado Flávio Bolsonaro (PSL/RJ) na  Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro na conta do motorista do gabinete.

“O Bolsonaro precisa esclarecer essa situação, exigir que o Sérgio Moro apure os processos, cada dia a situação fica mais complicada, sabemos que os depósitos na conta do motorista aconteciam na data do recebimento dos salários e logo ele sacava os valores. Em um único dia sacou R$ 15 mil em três agências diferentes. Aonde o dinheiro ia parar? O motorista mora em uma casa supersimples, que não condiz com o movimento de R$ 1,2 milhão no ano. Tudo com provas materiais”, denunciou o representante de Saudades.

Vítor Santos
Agência AL

Saiba Mais

Voltar