Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Assistir
00:30 Sessões - Seminários - Eventos
Ao vivo

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
11/02/2020 - 17h15min

Deputados pedem melhorias em rodovias e mudanças no porto de Laguna

Imprimir Enviar

FOTO: Rodolfo Espínola/Agência AL

Deputados cobraram do governo do Estado a pavimentação da SC-414 entre Blumenau e Massaranduba, a instalação de sinalização nas rodovias Antonio Heil e Jorge Lacerda, além de mudanças na gestão do porto de Laguna na sessão de terça-feira (11) da Assembleia Legislativa.

“Me ajudem a cobrar do governador mais uma vez”, apelou Ana Campagnolo (PSL), referindo-se à pavimentação da SC-414. Segundo a parlamentar, o governo cogita a readequação do projeto e fala em viabilizar novas vias de financiamento para deflagrar o processo de licitação da obra.

A representante do PSL também reivindicou a instalação de sinalização na rodovia Antonio Heil, nas proximidades da localidade de Itaipava, em Itajaí.

Já a deputada Anna Carolina (PSDB) pediu a atenção da Secretaria de Infraestrutura e Mobilidade para a situação do primeiro quilômetro da rodovia Jorge Lacerda, que liga a BR-101 a Blumenau.

“Não estou falando em buracos ou rachaduras, estou falando de grandes valas, de material deixado no centro do asfalto. Todas as rodovias estão com problemas, mas aquela ali está vitimando”, relatou a deputada, que pediu sinalização na área e o imediato chamamento da empresa segunda colocada na licitação, uma vez que a vencedora abandonou a obra.

“Minha preocupação é que tenha de ser feita uma nova licitação”, advertiu Coronel Mocellin (PSL).

Por outro lado, Felipe Estevão (PSL) cobrou do governador mudanças na gestão do porto pesqueiro de Laguna e surpreendeu os colegas ao exibir no telão imagens do porto vazio.

“Hoje não tem nada, é uma gestão fraca, amadora. Os armadores se uniram e não querem mais entrar no porto, alegam que com aquela gestão é impossível lidar”, lamentou Estevão, acrescentando que o porto não abre aos sábados e domingos.

Indicações de aniversário
Ana Campagnolo reclamou do não atendimento pelo Executivo de indicações que fez em fevereiro de 2019, logo que assumiu uma cadeira na Alesc. Entre as indicações, destaque para implantação de viaduto e lombada na SC-418, urbanização da Serra Dona Francisca e a instalação de um posto do Hemosc em Itajaí.

Documentos pelo correio
Altair Silva (PP) pediu apoio para projeto de lei que cria a possibilidade do cidadão receber em casa documentos expedidos pelo Executivo.

“Protocolamos o Projeto de Lei nº 01/2020 para que o cidadão possa receber documentos da Segurança Pública e do Detran pelo correio, hoje só é possível solicitar e receber a identidade”, revelou o deputado, que explicou que o projeto prevê estender a opção para a carteira de habilitação, registros de veículos, laudos e alvarás.

Beatificação do padre Léo
Altair Silva convidou os pares e os catarinenses para prestigiarem, dia 7 de março, na comunidade de Betânia, em São João Batista, o início do processo de beatificação do padre Léo, fundador da conhecida Comunidade Betânia de recuperação de dependentes químicos.

“O processo está sendo autorizado graças a uma família que atribui ao padre Léo a salvação de uma menina com septicemia”, justificou Altair.

“Conheci um pouco da história do padre Léo e fiquei muito feliz que iniciou o processo de beatificação”, declarou Marlene Fengler (PSD).

Má notícia para a inovação
Bruno Souza (Novo) repercutiu na tribuna decisão judicial que cessou as operações da empresa 4bus em Santa Catarina.

“Quando a população gosta de algo, o que acontece? Parece que os senhores feudais donos do mercado entraram na justiça para proibir a iniciativa. Onde já se viu oferecer transporte mais barato”, ironizou Bruno, avaliando em seguida que a decisão beneficia os oligopólios. 

Naatz na liderança do PL
Maurício Eskudlark (PL) anunciou na tribuna a filiação do deputado Ivan Naatz ao Partido Liberal e informou que o novo membro do PL será o líder da bancada na Assembleia.

“Político quando está num partido e não tem espaço não pode agir em benefício da sua região, tem de buscar o melhor caminho para atender a sua gente, o eleitor que representa”, justificou Eskudlark.

Naatz agradeceu o apoio dos colegas liberais.

“Liderar a bancada será uma experiência muito grande para mim”, avaliou Naatz, adiantando que o PL negocia com o PSL a criação de um bloco na Casa.

As coisas no devido lugar
Valdir Cobalchini (MDB) agradeceu o apoio que recebeu dos deputados no episódio em que foi impedido pelo ex-secretário de Infraestrutura e Mobilidade, Carlos Hassler, de acompanhar audiência do prefeito de Pinheiro Preto na secretaria.

“Não fosse a solidariedade da Casa e do posicionamento firme do deputado Julio Garcia (PSD) e da Mesa, quem sabe não teria culminado na decisão do governador. Recolocou as coisas no seu devido lugar”, alfinetou Cobalchini, aludindo à demissão de Hassler.

Projeto contra o câncer
Cobalchini voltou a defender o PL 461/2019, de sua autoria, que dispõe sobre o diagnóstico e tratamento do câncer. Segundo o projeto, uma vez definida que a principal suspeita é de câncer, os exames necessários à elucidação do diagnóstico devem ser realizados em 30 dias.

“Queremos acesso universal e igualitário para todos, informação clara sobre a doença e seus tratamentos e capacitação dos profissionais de saúde”, enumerou Cobalchini.

Em aparte, Ada de Luca (MDB) comentou que o prazo deveria ser menor, de no máximo 15 dias. “A urgência para o câncer é super necessária."


 

Vítor Santos
Agência AL

Voltar