Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Assistir
11:30 Nossa Saúde
11:30 Nossa Saúde
Ao vivo

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
23/08/2019 - 11h39min

Congresso promove debate sobre assistência multiprofissional ao parto

Imprimir Enviar
Mesa de debates com profissionais de diversas especialidades da saúde
FOTO: Eduardo G. de Oliveira/Agência AL

A assistência profissional à gestante esteve no foco dos debates realizados na manhã desta sexta-feira (23) no 5º Congresso Nacional do Parto Humanizado, que acontece na Assembleia Legislativa sob promoção da Comissão de Saúde e da Escola do Legislativo Deputado Lício Mauro da Silveira.

O tema foi abordado na forma de uma mesa de debates, que reuniu profissionais de diversas especialidades da área da saúde.

A enfermeira Caren Cristila da Fonseca apresentou o trabalho realizado pela Secretaria Municipal de Saúde de Florianópolis em pré-natal. Ela falou especificamente do atendimento prestado no bairro Carianos, de aproximadamente 10 mil habitantes, onde desde 2015 é mantido um grupo de gestantes, que é atendido por profissionais das áreas da medicina, enfermagem, odontogia, psicologia, fisioterapia, educação física, nutrição e farmácia.

Cerca de 30 pessoas são atendidas periodicamente no grupo, por meio de uma reunião mensal de aproximadamente uma hora. Nos encontros são oferecidas informações relativas à gestação e ao parto, mas também sobre temas diversos levados pelas próprias participantes. “Muitas vezes programamos um determinado assunto, mas elas acabam apresentando questionamentos sobre outros temas para aqueles profissionais que estão ali naquele momento, como sintomas da gravidez, direitos trabalhistas, questões psicológicas, violência obstétrica, amamentação do recém-nascido, tipos de parto, entre outros.”

Conforme Caren, os benefícios advindos da manutenção dos grupos de gestantes, que fazem parte das normativas do Ministério da Saúde, são bastante claros. “Notamos que as consultas do pré-natal ficaram melhores depois que realizamos estas reuniões, pois as gestantes já chegam esclarecidas sobre muitos temas.”

A importância das doulas
Outro aspecto debatido na oportunidade foi o papel da doula no auxílio à gestante e sua interação com os demais profissionais envolvidos na atenção à gestação e ao parto.

Sobre o tema falou Francielle Silvano Cardozo, que integra a Associação de Doulas de Santa Catarina (Adosc), que conta com 60 membros.

Conforme Fancielle, por ser nova, a profissão ainda é relativamente desconhecida da sociedade. Cabe à doula, disse, fornecer à gestante orientações sobre os diferentes tipos de parto, os procedimentos envolvidos em cada um, hospitais e profissionais que se adéquam mais a cada escolha, além de acompanhá-la pessoalmente nos períodos de pré-natal, trabalho de parto e pós-parto.

“A doula é uma ferramenta de melhoria na qualidade da assistência ao parto, que tem um resultado mais satisfatório, um desfecho melhor, quando a mulher está calma, confiante e bem informada”, disse.

O 5º Congresso Nacional do Parto Humanizado prossegue na tarde desta sexta-feira com um debate sobre casas de parto - experiências e possibilidades, além da apresentação das propostas levantadas durante os encontros setoriais.

Alexandre Back
Agência AL

Voltar