Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Assistir
08:45 Fala Deputado
Ao vivo

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
14/09/2017 - 15h46min

Comitiva catarinense faz balanço da missão oficial a Israel

Imprimir Enviar
Silvio Dreveck (centro) e Gelson Merisio (d), em visita à Mifram, especializada em construções de resiliência e segurança física. FOTO: Divulgação

Com o objetivo principal de conhecer a experiência israelense na área da segurança, uma comitiva catarinense formada por deputados estaduais e representantes das polícias Civil e Militar está em Israel desde segunda-feira (11). Integram a missão oficial os deputados Silvio Dreveck (PP),  presidente da Assembleia Legislativa, e Gelson Merisio (PSD); o subcomandante-geral da Polícia Militar, coronel Carlos Alberto de Araújo Gomes Júnior; e o delegado-geral adjunto da Polícia Civil, Marcos Ghizoni. A viagem termina nesta quinta-feira (14).

Em quatro dias, os catarinenses visitaram empresas de tecnologia aeroespacial, de armamentos, de veículos de combate, inteligência e segurança cibernética. Em Tel Aviv, maior cidade do país, a missão visitou a Aeronautics, uma fábrica de veículos aéreos não tripulados e sistemas de comunicação para a área de segurança; a IAI, a maior empresa aeroespacial e de defesa de Israel; a indústria de armamentos IWI; e a Verint, empresa de inteligência e segurança cibernética.

Já em Kibutz Sassa, no norte de Israel, as visitas foram à Plasan e Carmor, que produzem veículos de alta tecnologia para combate, além da Mifram, especializada em construções de resiliência e segurança física. A comitiva também esteve na Universidade de Tel Aviv (TAU).

O deputado Silvio Dreveck elogiou os sistemas de inteligência disponíveis em Israel. Para ele, o modelo pode ser aplicado em Santa Catarina. “Vimos que há como fazer segurança com prevenção, com apoio da tecnologia. Não podemos perder a oportunidade de levar o que vimos aqui para dar mais segurança aos catarinenses”, disse Dreveck.

Já o deputado Gelson Merisio acredita que, com base na experiência israelense, é possível aprimorar os sistemas tecnológicos da segurança pública catarinense, em especial no combate ao crime organizado. “Vimos aqui um sistema de monitoramento completo de informações que pode ser aplicado nos presídios. Todas essas tecnologias podem e devem estar aplicadas em Santa Catarina”, comentou.

Monitoramento
Os representantes da Polícia Militar e da Polícia Civil destacaram principalmente as ferramentas de monitoramento de mídias sociais que foram desenvolvidas em Israel. Os armamentos também chamaram a atenção das autoridades da segurança.

O delegado-geral adjunto da Polícia Civil afirmou que o corpo técnico da corporação deve avaliar quais dessas tecnologias podem ser implantadas em Santa Catarina. “É uma visita que vai trazer bons frutos. Vamos conhecer esses produtos com maior profundidade e a partir de 2018 trazer algum elemento relacionado a radares portáteis e conjunto ótico de miras”, adiantou Marcos Ghizoni.

O subcomandante-geral da PM comentou sobre o sistema de miras, que é compatível com as armas utilizadas pela corporação. “Esse é um investimento que será estudado, pois resolverá problemas que enfrentamos em confrontos com criminosos”, disse Araújo Gomes. A aquisição de software de monitoramento de mídias sociais também está nos planos da PMSC, conforme o coronel.

Voltar