Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Assistir
12:30 Fala Deputado
Ao vivo

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
01/02/2018 - 11h40min

Centro de Atendimento ao Imigrante é aberto em Florianópolis

Imprimir Enviar
Deputado Dirceu Dresch e secretário Valmir Comin na inauguração do CRAI
FOTO: Eduardo G. de Oliveira/Agência AL

O governo de Santa Catarina inaugurou, na manhã desta quinta-feira (1º), em Florianópolis, o Centro de Referência de Atendimento ao Imigrante (CRAI). O espaço, situado no Centro da cidade (Rua Tenente Silveira, 225), será coordenado pela Ação Social Arquidiocesana (ASA), à qual está vinculada a Pastoral do Imigrante. A organização disponibilizará equipe técnica para acompanhamento e orientação de imigrantes e refugiados.

A Secretaria de Estado da Assistência Social entrará com o recurso financeiro para custeio do CRAI (R$ 300 mil por ano), utilizando espaço físico cedido pela Secretaria de Segurança Pública. De acordo com o secretário, Valmir Comin, depois de várias tratativas e idas e vindas a Brasília, a secretaria não logrou êxito na concretização do convênio firmado em 2016 com o Ministério da Justiça. “Chegamos ao final do ano com a orientação do próprio ministério para rescindirmos o contrato e retomarmos em 2018. Por isso, tomamos a iniciativa, por determinação do governador Raimundo Colombo, de começar com recursos do próprio Estado de Santa Catarina”, informou.

A concretização do CRAI foi amplamente debatida pelo Grupo de Trabalho do Imigrante, vinculado à Comissão de Direitos Humanos da Alesc, coordenado pelo deputado Dirceu Dresch (PT). “Isso mostra que quando a gente tem persistência e tem clareza de projeto, a gente vai avançando. Esta organização que construímos, o grupo de trabalho, criado a partir das audiências na Assembleia Legislativa, e a participação das organizações, especialmente da ASA, foram fundamentais. A ideia é justamente integrar as pessoas que vêm de outros países e precisam de acolhimento nas mais diversas áreas”, disse Dresch.

Demanda
O haitiano Clif Estimable, há dois anos no Brasil, avalia que o CRAI será “um espaço muito importante porque favorece que os imigrantes tenham mais acesso à cidade e à sociedade”. Atualmente, de acordo com o coordenador do centro, Luciano Leite da Silva Filho, a Pastoral do Imigrante atende cerca de 30 pessoas por dia. Há expectativa de que esse número aumente no novo espaço, onde haverá atendimento permanente de um agente de integração, que prestará orientações relacionadas à educação, cultura e inserção no mercado de trabalho, e de um agente de proteção, para orientação quanto a políticas públicas e questões burocráticas. Também será oferecido atendimento psicológico. O CRAI funcionará a partir da próxima segunda-feira (5).

 

Serviço
Endereço:  Rua Tenente Silveira, no Centro da Capital

Funcionamento: De segunda a sexta-feira

Horário: Das 9h às 12h e das 14h às 17h30min

Lisandrea Costa
Agência AL

Voltar