Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Assistir
22:30 Destaques da Semana
Ao vivo

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
11/09/2019 - 15h09min

Pouso Redondo receberá audiência sobre barragens de contenção de cheias

Imprimir Enviar

FOTO: Fábio Queiroz/Agência AL

A Comissão de Turismo e Meio Ambiente aprovou, por unanimidade, nesta quarta-feira (11), a realização de uma audiência pública em Pouso Redondo, no dia 21 de outubro, para discutir a construção de duas barragens de contenção de cheias no município. Também foram aprovados dois projetos de leis, que seguem para apreciação do plenário, que denominam São Joaquim como capital catarinense dos vinhos finos de altitude e que reconhece o Santuário de Nossa Senhora Aparecida, em Campos Novos, como ponto turístico religioso de Santa Catarina.

A proposta da realização da audiência pública foi apresentada pelo presidente da Comissão de Turismo e Meio Ambiente, deputado Ivan Naatz (PV), atendendo solicitação da comunidade. O evento será realizado no dia 21 de outubro, às 19 horas, em local ainda a ser definido, com a presença de representantes do governo do estado. Naatz explica que o Executivo informou que pretende construir sete barragens no estado, mas moradores de Pouso Redondo são contrários e se mobilizam para tentar impedir a construção. “Os agricultores criaram uma associação e já reuniram seis mil assinaturas em um abaixo-assinado contra a construção de duas barragens na cidade do Vale do Itajaí.”

Pela proposta do governo serão construídas barragens em Botuverá, Petrolândia e Mirim Doce, duas em Agrolândia e duas em Pouso Redondo. Todas para tentar controlar as inundações do Rio Itajaí. Em Pouso Redondo, as duas barragens seriam feitas no mesmo rio, com menos de 10 quilômetros um da outra, revela Naatz. De acordo com o deputado, os agricultores reclamam que vão perder parte da lavoura, estradas vão ficar embaixo d’água, além da tubulação de água da cidade, inaugurada no ano passado, que também vai ficar submersa.

Projetos de lei
O Projeto de Lei 100/2019, do deputado Marcius Machado (PL), que confere ao município de São Joaquim o título de Capital Catarinense dos Vinhos Finos de Altitude foi aprovado por unanimidade após apresentação do parecer favorável do relatório do deputado Dr. Vicente Caropreso (PSDB). A proposta já tinha passado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e segue agora para apreciação do plenário da Alesc. “Esse projeto é importante para o desenvolvimento turístico da Serra catarinense. Há 14 vinícolas no município e São Joaquim é o principal destino do enoturismo catarinense.”

Na mesma reunião também foi aprovado o PL 234/2019, do deputado Romildo Titon (MDB), que reconhece o Santuário de Nossa Senhora Aparecida, em Campos Novos, como ponto turístico religioso de Santa Catarina. O relator foi o deputado Marcius Machado, que elogiou a proposta, lembrando que no dia 12 de outubro o município realiza romaria de Nossa Senhora Aparecida e que o evento é considerado um dos maiores do país, onde são esperados cerca de 100 mil fiéis.

Seminário em Lages
Ivan Naatz aproveitou a reunião para convidar os demais deputados para participarem nesta sexta-feira (13), das 8h às 18h, em Lages, na Universidade do Planalto Catarinense, do seminário "Perspectivas do Turismo na Serra Catarinense”. O evento tem objetivo de avaliar os resultados deste ano e debater medidas para fortalecer o turismo regional na temporada de inverno e durante todo o ano.

“O grande desafio é buscar alternativas para fortalecimento e profissionalização do setor que apesar de apresentar crescimento gradativo nos últimos anos, ainda tem algumas limitações que podem ser corrigidas com esforço conjunto, inovação, criatividade e parcerias entre o trade turístico e o setor público.”

Uma das palestrantes será a ex-deputada federal de Portugal e atual vereadora de Oliveira do Bairro, Lilia Ana Águas, integrante da diretoria da Associação da Rota da Bairrada, uma região produtora de vinhos de Portugal. Convidada especial da Comissão de Turismo e Meio Ambiente da Alesc, ela vai apresentar o case de sucesso “As vinhas do progresso: O caminho percorrido pela Rota da Bairrada na consolidação do turismo relacionado com a área vitivinícola”.

Diversas outras palestras e debates sobre o futuro do turismo serrano com autoridades e técnicos da região estão previstas e ao final deverá acontecer a leitura e a aprovação da Carta de Instância de Governança Amures/Conserra (Associação dos Municípios da Região Serrana/Conselho de Turismo da Serra Catarinense).

Ney Bueno
Agência AL

Voltar