Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Assistir
12:00
Ao vivo

Revista Digital

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Filtrar por deputado / bancada
Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
22/02/2018 - 18h17min

Zé Milton convoca CNA para somar esforços na defesa da rizicultura

Imprimir Enviar

Na quarta-feira Zé Milton participou, em Cachoeirinha, da reunião da Câmara Nacional Setorial do Arroz para discutir os instrumentos de comercialização do governo federal, por intermédio da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), de forma a atender as demandas dos rizicultores catarinenses.

Já na quinta-feira (22), Zé Milton, lideranças de sindicatos, cooperativas e rizicultores durante reunião da A diretoria da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e os presidentes das Federações de Agricultura e Pecuária da Região Sul,  entregaram ao presidente da CNA, João Martins, a “Carta de Turvo”, que foi elaborada na reunião realizada no dia 7 de fevereiro em Turvo com a presença de 1,3 mil rizicultores catarinenses e gaúchos.

Nela constam as reivindicações do setor tais como: escoamento da produção via leilões do Prêmio para Escoamento de Produto - PEP e Prêmio Equalizador Pago ao Produtor Rural – PEPRO, redução da carga tributária “Custo Brasil” para que o produto brasileiro tenha competitividade ao grão oriundos dos países do Mercosul.  “Estamos nos mobilizando e  cobrando que o Governo tome atitude para defender o setor e garantir a competitividade ao nosso produtor. O agricultor tem feito a parte dele. Da porteira para dentro ele está bem, com produtividade e qualidade. Porém da porteira para fora enfrenta uma crise oriunda da alta carga tributária e pela concorrência desleal com o arroz importado do Mercosul.

Na sexta-feira (23), Zé Milton participa em Cachoeirinha da Abertura da Colheita do Arroz, para, junto dos rizicultores, cobrar das lideranças políticas a utilização das ferramentas públicas para que o preço do grão reaja e os produtores de arroz, principalmente o pequeno agricultor consiga ter rentabilidade.

Atendendo uma das solicitações da “Carta de Turvo” o Governo Federal irá dois leilões serão realizados, com um volume de oferta de 150 mil toneladas, das quais 135 mil são referentes ao Rio Grande do Sul e 15 mil catarinense.

Acompanhe José Milton Scheffer


José Milton Scheffer
Voltar