Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Whatsapp Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Assistir
09:00 Sessões - Seminários - Eventos
Ao vivo

Revista Digital

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Filtrar por deputado / bancada
Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
28/04/2020 - 22h01min

Saretta volta a cobrar respiradores e pede atenção para região da Amauc

Imprimir Enviar
Deputado Neodi Saretta
FOTO: Rodolfo Espínola/Agência AL

Durante a sessão virtual da Assembleia Legislativa, o deputado Neodi Saretta, que também é presidente da Comissão de Saúde, voltou a cobrar mais atenção por parte do governo do Estado para a região da Associação dos Municípios do Alto Uruguai Catarinense (Amauc) que compreende diversos municípios da região de Concórdia. “Para terem uma ideia estamos chegando num ponto crítico em relação a Covid-19, pois o número de casos tem aumentado subitamente nos últimos dias”.

O deputado citou que o Hospital São Francisco, que atende toda a região, tem um número limitado de respiradores. “O hospital tinha apenas 10 respiradores, por isso precisamos de mais aparelhos. Agilidade é importante e nessa questão temos que ressaltar que é fundamental, agora nos preocupa mais ainda, pois havia a expectativa da chegada de mais respiradores”, disse.

Conforme o deputado, em nível nacional, o índice de infectados é de 31,6 por 100 mil habitantes. Em Santa Catarina está em torno de 20, mas em municípios pequenos, como Ipumirim (223), Irani (211), Lindoia do Sul (327) e mesmo em Concórdia (68) o número disparou em apenas uma semana.

Saretta também falou sobre a aquisição, por parte do Estado, de mais respiradores e relatou que a notícia de que sequer já chegaram, ou então vão chegar em junho, tem que ser esclarecida. “O governo do Estado também precisa continuar agindo e, sim, tem que agir com rapidez, mas com transparência e com cuidados com os recursos públicos”.

Saretta ressaltou que, além do aspecto financeiro, que é fundamental, se tem alguma coisa errada precisa ser apurado, mas a grande preocupação é com a chegada desses equipamentos. "Eu não sou daqueles que só vou ficar batendo em aspectos de questão de ordem financeira, isso é fundamental, mas, ressalto, nós precisamos dos equipamentos. Enquanto saúde, além dos aspectos financeiros temos que olhar a questão saúde. Queremos os equipamentos, queremos rapidez, mas com lisura e transparência.”

Acompanhe Neodi Saretta


Neodi Saretta
Voltar