Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Assistir
14:00 Sessão Ordinária
Ao vivo

Revista Digital

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Filtrar por deputado / bancada
Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
21/02/2018 - 16h24min

Reforço: Valduga vai intensificar ações de apoio à reciclagem em 2018

Imprimir Enviar
Valduga pretende intensificar ações de apoio à reciclagem em 2018
FOTO: Solon Soares/Agência AL

Incentivos à cadeia produtiva da reciclagem, política estadual e de incentivo de serviços ambientais estão na pauta da Alesc em 2018.
Dois projetos voltados para o fomento da cadeia produtiva de materiais recicláveis devem constar da pauta de uma recém constituída frente parlamentar para tratar o tema. As iniciativas são de autoria do deputado Cesar Valduga (PCdoB), que tem no currículo a criação de um projeto de reciclagem e ação social no município de Chapecó.
A proposta da construção de uma Política Estadual de Reciclagem de Materiais e de um Programa de Incentivo aos Serviços Ambientais de Reciclagem buscam dar suporte à atividade. No início do ano, foi aprovada a constituição de uma Frente Parlamentar de Incentivo à Cadeia Produtiva da Reciclagem, também de iniciativa do parlamentar.
Os textos têm o objetivo incentivar o uso sustentável, racional e eficiente dos recursos naturais, a logística reversa, apoiar a criação de centros de prestação de serviços, comercialização, distribuição e armazenagem de materiais recicláveis, além do desenvolvimento ordenado de programas regionais e municipais de reciclagem. Também prevê a realização de campanhas de educação ambiental, inclusão social de catadores e incentivo à coleta seletiva nos municípios.
Também está prevista a adoção de medidas como a concessão de benefícios e incentivos fiscais como regime de substituição tributária, transferência de créditos acumulados de ICMS, prazo especial para pagamentos de tributos e crédito presumido para atividades de reciclagem de materiais.
Para o autor do projeto, é fundamental que se crie mecanismos de incentivo à cadeia produtiva da reciclagem. “A economia brasileira perde R$ 120 bilhões por ano em produtos que poderiam ser reciclados, sendo que produzimos 80 milhões de toneladas de rejeitos e reciclamos apenas 3%, isso é quase um crime contra a economia. Uma tonelada de papel reciclado, por exemplo, economiza 10 mil litros de água e evita o corte de 17 árvores adultas, segundo informações do Ministério do Meio Ambiente”, afirma Valduga.


 

Acompanhe César Valduga


César Valduga
Voltar