Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Assistir
00:15 Sessão Ordinária
Ouvir
00:05 Programação Musical

Revista Digital

Sala de Imprensa

+ Mais notícias

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Filtrar por deputado / bancada
Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
20/03/2017 - 08h48min

Pequeno produtor não pode ser prejudicado por denúncias da PF, diz Nadal

Imprimir Enviar
Deputado Mauro De Nadal afirma que pequeno produtor não pode sofrer impacto de denúncias sobre carne adulterada.
FOTO: Eduardo G. de Oliveira/Agência AL

O líder do PMDB na Assembleia Legislativa, deputado Mauro De Nadal, acompanha com apreensão os desdobramentos da operação Carne Fraca desencadeada pela Polícia Federal, atento aos possíveis reflexos para o segmento produtivo agropecuário catarinense. Representante do Oeste identificado com criadores de frangos e suínos, ele entende que casos pontuais não podem ter influência amplificada a ponto de comprometer uma cadeia produtiva consolidada e reconhecida no cenário internacional. Para o deputado Mauro, "é preciso muito cuidado, a segurança alimentar é prioridade, mas generalizar efeitos de casos apurados de fraude coloca em risco a economia agroindustrial, e quem não pode sofrer impacto disso, em nenhuma hipótese, é o pequeno produtor".

O parlamentar já iniciou o debate sobre o tema com colegas peemedebistas e pretende ampliar a análise em reunião da bancada programada para segunda-feira (20) que deve contar com a participação do secretário da Agricultura Moacir Sopelsa. Para Mauro De Nadal é importante lembrar que o setor frigorífico catarinense tem história consolidada de defesa da sanidade animal e a vigilância sanitária nas linhas de produção eficiência reconhecida inclusive por auditorias externas de missões dos países que importam produtos catarinenses. "Isso deve ser preservado, é um patrimônio da cadeia produtiva", ele observa.

Foram detectados problemas em 21 unidades produtivas entre as 4.837 plantas fiscalizadas pelos serviços de inspeção no País, e acusados 33 servidores num universo de 11 mil colaboradores. "Qualquer caso precisa ser apurado e culpados por irregularidades punidos com rigor, mas não é possível amplificar e condenar toda a indústria, a inspeção de forma ampla, quando tratamos de percentuais ínfimos cenário nacional, e um caso isolado em nosso estado". O reflexo do noticiário, como o pedido de informações da comunidade europeia, é exemplo: "Santa Catarina é grande exportador de carnes, temos qualidade reconhecida, milhares de famílias envolvidas com o processo produtivo, motivo mais que suficiente para tratarmos qualquer irregularidade com rigor, mas também com muita responsabilidade".

Assessoria da Bancada do PMDB
(48) 3221-3008

Acompanhe Mauro de Nadal


Mauro de Nadal
Voltar