Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Assistir
23:00 Jornal da Assembleia
Ao vivo

Revista Digital

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Filtrar por deputado / bancada
Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
23/05/2018 - 14h03min

Não podemos pagar a conta daqueles que arrombaram a Petrobras, diz Sopelsa

Imprimir Enviar
“Sem transporte o país para, sem alimento a população não vive. Não podemos pagar a conta daqueles que arrombaram a Petrobras”, afirma Sopelsa

O deputado Moacir Sopelsa demonstra preocupação com as consequências da greve dos caminhoneiros. “Vivemos, talvez, o pior momento de nossas vidas, aos meus 70 anos, é a primeira vez que me deparo com uma situação tão difícil’, relata.

O parlamentar destaca que a Petrobras foi saqueada e agora se procura, em cima do trabalhador, pagar a conta. Segundo Sopelsa é preciso reconhecer o direito dos caminhoneiros e transportadores diante das dificuldades que estão enfrentando. Entretanto, é preciso observar o lado dos produtores e da indústria, um setor todo que vem sendo penalizado em todas as situações.

Para Sopelsa, chegou a hora do governo federal pensar naqueles que sustentam o país – que produzem, industrializam e transportam - e resolver de uma vez por todas a questão do preço dos combustíveis, especialmente o óleo diesel. “As medidas que estão sendo anunciadas pelo governo, são paliativas, precisamos de decisões mais pontuais; o governo precisa dizer se nós vamos continuar pagando a conta daqueles que quebraram o país”, ressalta.

Sopelsa demonstra posição firme sobre o tema cobra do governo federal medidas efetivas em relação aos impostos que encarecem os combustíveis e a produção.

“É preciso baixar o preço dos combustíveis e, com isso, resolver a situação de toda a cadeia, desde a produção, passando pelo transportador até chegar ao consumidor. Sem transporte o país para, sem alimento a população não sobrevive”, finaliza.

Acompanhe Moacir Sopelsa


http://www.alesc.sc.gov.br/moacirsopelsa
Voltar