Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Ouvir
12:40 Programação Musical

Revista Digital

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Filtrar por deputado / bancada
Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
20/03/2017 - 08h26min

Marcos Vieira questiona condução da Operação Carne Fraca

Imprimir Enviar
Marcos Vieira questiona condução da Operação Carne Fraca.

Estamos todos perplexos com os fatos da chamada Operação Carne Fraca, envolvendo grandes empresas do setor alimentício Brasileiro.
Deve-se, sim, fiscalizar constantemente e cobrar rigorosamente punição severa para os que colocam em risco a saúde de todos nós brasileiros e consumidores internacionais, vendendo carne adulterada como se fosse de qualidade.

As notícias que nos chegam são de que a primeira denúncia sobre a fraude de carne adulterada surgiu há quase sete anos, sendo que, foram nos últimos dois anos que a Polícia Federal aprofundou a investigação sobre a fraude de carne adulterada. Se de um lado condenamos as empresas pela prática de fraude, de outro lado temos que chamar a atenção dos governantes, das entidades ligadas ao setor e também da imprensa nacional para o seguinte:

Primeiro: Por que a Polícia Federal esperou mais de dois anos para lançar a Operação Carne Fraca?

Segundo: Por que a Polícia Federal deixou a população brasileira e consumidores internacionais consumirem produtos adulterados em prejuízo evidente à saúde de todos?

Terceiro: Por que a Polícia Federal não estancou o crime quando obteve as primeiras provas a respeito da fraude de carne adulterada?

Com certeza, se há mais de dois anos tivesse vindo à tona as eventuais fraudes, o estrago na saúde de todos nós brasileiros e consumidores internacionais seria menor.
Vou mais além, se também se tivesse vindo à tona há dois anos tais fatos, o estrago na economia brasileira e catarinense também seria pequeno.

O Brasil é conhecido internacionalmente como um país extremamente sério na vigilância sanitária animal, e entendo que a Polícia Federal e o Judiciário não poderiam esperar tanto tempo para deflagrar uma operação dessa envergadura, pois sabiam que há dois anos a saúde do Brasileiro e de consumidores internacionais estava sendo afetada.

O Brasil conquistou o mercado internacional como um grande consumidor de carne animal, por intermédio de Santa Catarina, pois temos orgulho de afirmar por esse mundo afora que foi aqui, em nosso território, que nasceu o agronegócio brasileiro.

Mas infelizmente, a operação Carne Fraca está colocando Santa Catarina na vala comum.
Para nós, catarinenses, a operação Carne Fraca está sendo altamente nociva, pois me parece que somente duas pequenas empresas instaladas em Santa Catarina poderiam estar envolvidas na operação.

Que o governo do Estado e que as entidades que representam o setor venham, urgentemente, emitir manifestação na grande imprensa nacional, na forma de comunicado, afirmando que Santa Catarina sempre tratou a vigilância sanitária animal com muita seriedade, prezando pela qualidade dos produtos que produzimos. É urgente!

 

Florianópolis, 17 de março de 2017

Deputado Estadual Marcos Vieira
Presidente da Comissão de Finanças e Tributação da Alesc
Presidente Estadual do PSDB/SC

Acompanhe Marcos Vieira


Marcos Vieira
Voltar