Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Assistir
18:45
Ao vivo

Revista Digital

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Filtrar por deputado / bancada
Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
25/04/2018 - 17h37min

Luta por emprego, renda e dignidade marcará 1º de Maio, diz Luciane

Imprimir Enviar

A deputada Luciane Carminatti (PT/SC) afirmou, hoje (25), no plenário da Assembleia Legislativa, que este 1° de Maio será marcado pela luta dos trabalhadores e das trabalhadoras de todo o Brasil contra a retirada de direitos e o corte das políticas sociais do governo. “Lutamos por emprego, renda e dignidade”.

Segundo a deputada, a “tal” retomada do crescimento não passa de propaganda. Disse que ao contrário do que prometeu, Temer não aumentou a taxa de emprego, mas expandiu a miséria, a pobreza, a conta de luz e da gasolina, além de promover cortes de recursos nos mais variados setores, entre outros danos à classe trabalhadora.

“O governo golpista pode não temer o povo e achar que continuará aplicando penalidades, sem consequências. Mas mais do que nunca os trabalhadores e as trabalhadores estão unidos, e esta força vai trazer a revolução.”

Ela disse que na próxima terça-feira (1º), as sete centrais sindicais farão um grande ato unificado em Curitiba, em solidariedade ao ex-presidente Lula, de denúncia internacional e de apresentação de pauta conjunta de reivindicação dos direitos dos trabalhadores.

“Dentre as quais, a contrariedade à proposta do governo Temer de reforma da Previdência, e a defesa da revogação da reforma trabalhista”, avisou.

Segundo Luciane, o governo de Temer se resume à retirada de direitos à aniquilação da Constituição e à entrega do patrimônio brasileiro ao estrangeiro. “Milhares de famílias brasileiras estão novamente sentindo na pele as consequências do desemprego e da fome.”

Reiterou que o presidente Lula foi condenado sem provas por um apartamento que não é dele e que não recebeu reforma, conforme disseram os que o condenaram, e muito menos cozinha de R$ 300 mil. “As imagens da última semana revelaram a farsa do tal apartamento milionário”.

A deputada afirmou que não tem como aprisionar a ideia de Lula, “de nenhum trabalhador sem renda, nenhuma criança sem ensino, nenhum jovem sem acesso à universidade, nenhum idoso sem acesso à saúde, nenhum agricultor sem recurso, nenhuma família sem dignidade!”

“Esta é a ideia Lula que muitos não compreendem. Mas esta é a ideia que marcará este 1° de Maio, como Dia de Luta, dia de dizer que nenhum trabalhador se calará diante das injustiças e dos problemas sociais”, destacou.

Acompanhe Luciane Carminatti


Luciane Carminatti
Voltar