Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Assistir
14:00
Ao vivo

Revista Digital

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Filtrar por deputado / bancada
Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
06/06/2017 - 16h31min

Junho Vermelho é mês de incentivo às doações de sangue em Santa Catarina

Imprimir Enviar
Deputado Antonio Aguiar
FOTO: Solon Soares/Agência AL

A necessidade de se estimular doações de sangue em Santa Catarina é o motivo do Junho Vermelho, mês dedicado às políticas públicas de incentivo ao ato de altruísmo em benefício do próximo e da saúde pública, conforme prevê a Lei 16.694, sancionada em 2015, a partir de projeto do deputado Antonio Aguiar (PMDB). Esse foi o tema de pronunciamento do parlamentar na sessão desta terça-feira (6), quando valorizou o ato de doar sangue: “A quem doa, meus cumprimentos. A quem pode doar, fica o desafio, do bem e para o bem”.

O Brasil é o país que registra o maior volume de sangue coletado na América Latina em termos absolutos, mas proporcionalmente, em relação à população, está atrás de Argentina, Uruguai e Cuba. Tem seis entre 10 doadores voluntários, e quatro em média são doadores de reposição, que procuram bancos de sangue para garantir a necessidade de um parente ou amigo. Os doadores brasileiros representam cerca de 2% da população, abaixo da média recomendada pela ONU, de 3,5% de doadores, o que ocorre em países como Japão e Estados Unidos.

Aguiar é médico e lembrou que todos os dias acontecem acidentes, cirurgias e atendimentos a queimados que exigem volumes significativos de transfusão de sangue. Além da demanda por hemocomponentes ou hemoderivados para atender pacientes com patologias como hemofilia, leucemia ou anemia. O deputado também fez referência à luta de Canoinhas para assegurar a reabertura do posto de coleta do Hemosc, e reverenciou a memória daquele que é considerado como o maior doador de sangue, conforme o Guiness Book, o catarinense Orestes Golanovski, que entre 1958 e 2006 alcançou a marca de 187 doações.

 

Gabinete do Deputado Antonio Aguiar
(48) 3221.2650

Voltar