Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Ouvir
00:05 Programação Musical

Revista Digital

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Filtrar por deputado / bancada
Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
01/03/2016 - 18h20min

Governador autoriza redução de ICMS para venda de suínos

Imprimir Enviar
Deputado José Nei Ascari em audiência com o governador Colombo

A partir de amanhã e pelos próximos 60 dias, o percentual de ICMS incidente sobre a comercialização de suínos vivos para outros estados sofrerá redução de 12% para 6%. Este foi o resultado da audiência promovida na tarde desta terça-feira, em Florianópolis, com o governador Raimundo Colombo, deputados ligados ao segmento e representantes da classe produtora, como a Fetaesc, Faesc e ACCS. O governador prometeu para amanhã o decreto que vai promover a redução. O deputado José Nei Ascari (PSD), que preside a Frente Parlamentar da Suinocultura na Assembleia Legislativa e participou da audiência, avaliou como positivo o resultado do encontro. De acordo com ele, a medida atende parte da pauta de reivindicações do setor e, neste momento, vai permitir uma maior competitividade do suinocultor catarinense, que vive momento de crise provocado, principalmente, pelo aumento de preço e escassez de milho, insumo fundamental para a produção de suínos.  “Decisão acertada e importante do governo do Estado neste momento em que o segmento da suinocultura catarinense precisa do apoio do poder público para continuar sendo esta peça importante da nossa economia”, falou. Segundo ela, a região de Braço do Norte se destaca na produção em Santa Catarina e será também beneficiada pela ação do governo. Também participaram da audiência os deputados Natalino Lázare (PR) e Cesar Valduga (PCdoB), que integram a Comissão de Agricultura.

O governador Raimundo Colombo lembrou que a redução da alíquota se junta a outros cenários favoráveis em Santa Catarina em relação a outros estados. “Isso ajuda porque já temos a menor carga tributária que qualquer outro estado do Brasil e isso é uma vantagem importante”, falou Colombo. “Esperamos que isso dê um reforço para nossos produtores e mantendo o modelo de produção que Santa Catarina é exemplo”, concluiu. Paralelamente a esta medida, o governador adiantou que está em tratativas com a empresa logística que opera a rede ferroviária no Mato Grosso para fazer o transporte do milho entre aquele Estado e um ponto central de Santa Catarina, o que vai promover uma redução significativa no custo do frete e, como consequência, no custo da produção.

Acompanhe José Nei Ascari


José Nei Ascari
Voltar