Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Ao vivo

Revista Digital

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Filtrar por deputado / bancada
Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
21/03/2018 - 15h49min

Gabriel Ribeiro propõe transformar Festa do Pinhão e orquestra em patrimônio cultural

Imprimir Enviar

O deputado Gabriel Ribeiro (PSD) apresentou dois projetos de lei na Assembleia Legislativa para tornar Patrimônio Cultural Imaterial do Estado a Festa Nacional do Pinhão e a Orquestra Sinfônica de Lages.

O parlamentar sustenta o projeto da Festa do Pinhão narrando como foi a construção do evento desde a década de 1970, as mudanças ocorridas até a consolidação daquela que é considerada uma das principais festas típicas de Santa Catarina. Ele destaca o trabalho do primeiro organizador, Aracy Paim, que promoveu um bailão ainda no Ginásio Ivo Silveira, ao som de músicas tradicionalistas e regado a pinhão cozido, ponche e quentão.

Na argumentação do projeto de lei, Gabriel Ribeiro traz ainda o depoimento do servidor público aposentado Matias Liz dos Santos, que aborda dois eventos promovidos por Paim, também com gaiteiros, grupos de dança, venda de produtos típicos, festas que ficaram sem o registro oficial.

Na parte final da justificativa, o deputado aborda a retomada da ideia pela Prefeitura de Lages, na gestão do hoje governador licenciado Raimundo Colombo, em 1989, que relançou a festa já com a denominação de “Nacional”, com escolha da rainha (Rosângela Pereira) e a base do que se transformou o evento.

Orquestra
O projeto de lei que trata da Orquestra Sinfônica de Lages é na mesma linha, de valorizar a cultura serrana. A Associação Orquestra Sinfônica Músicos Voluntários de Lages foi criada em 2008, é de cunho social e tem a finalidade de difundir a arte no município e na região.

A entidade é formada por quatro segmentos: Orquestra, coral, banda e escola-orquestra sinfônica. Gabriel Ribeiro pretende fazer com que o projeto seja um passo para ampliar as oficinas de instrumentos musicais sinfônicos, oficinas de cantos e manter a orquestra.

No final de fevereiro deste ano, o parlamentar participou do repasse de R$ 150 mil do Porto de Imbituba para cinco entidades lageanas. O recurso havia sido solicitado por ele à SCPar e ao Porto de Imbituba e beneficiou a Orquestra Sinfônica Sol e Coral Alam, Sinfônica de Lages, Grupo de Projeção Folclórica Sapateados e Sarandeios, Escola Leoas da Serra Futsal e Fundo Municipal da Pessoa Idosa de Lages.

 

Acompanhe Gabriel Ribeiro


Gabriel Ribeiro
Voltar