Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Whatsapp Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Ao vivo

Revista Digital

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Filtrar por deputado / bancada
Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
18/11/2020 - 18h31min

Estiagem: Sopelsa alerta para necessidade de apoio do Estado aos produtores

Imprimir Enviar
Deputado Moacir Sopelsa

Em pronunciamento na sessão desta quarta-feira (18), na Assembleia Legislativa, o deputado Moacir Sopelsa (MDB) relatou as dificuldades enfrentadas pelos produtores catarinenses em função da estiagem e destacou a necessidade da participação do Estado para amenizar a situação. “Juntos precisamos construir uma proposta através da Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural que venha beneficiar a todos.”

O parlamentar relatou o alto custo de produção para suínos e aves e a dificuldade que estão enfrentando os produtores de leite. “Quem plantou milho do cedo praticante não colheu e tem muitos agricultores que plantaram, a semente não germinou e o milho não nasceu. A mesma coisa com a soja que muitos ainda não fizeram o plantio."

Sopelsa aponta que mais de 50% das lavouras que foram plantadas estão perdidas e mais da metade ainda não foram plantadas. Alem disso, não se tem esperança, devido ao fato de que não há previsão de chuvas.

Santa Catarina é o maior produtor do país de suínos e o segundo maior de aves. E não existe produção sem milho e soja. Outra atividade que está sendo muito prejudicada pela falta de pastagem e o alto custo de produção é o setor leiteiro.

Com a falta de produção em Santa Catarina, a saída para garantir a produção catarinense será a exportação, onde o preço do milho já está na casa de R$ 60 a saca e a soja R$ 120 a saca. Já o custo de produção de suínos em Santa Catarina chegou a R$ 6,80 o kg e o frango bateu R$ 4,25.

“Eu não lembro de ter visto, em toda a minha vida, uma situação igual a esta. A estiagem numa época de plantio e de colheita. Então, nós precisamos construir, e estou trabalhando para que o Estado tenha uma participação efetiva e ajude a minimizar os prejuízos. Através da Secretaria  da Agricultura o Estado precisa encontrar uma forma de abastecer os produtores, fazendo com que o milho e a soja cheguem nas propriedades e ofereça a possibilidade dos nossos produtores terem a garantia de competitividade com os outros países que compram de Santa Catarina e com outros estados que produzem”, indica Sopelsa.

Acompanhe Moacir Sopelsa


Moacir Sopelsa
Voltar