Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Ao vivo

Revista Digital

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Filtrar por deputado / bancada
Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
09/05/2018 - 12h53min

Deputado Natalino intercede por mais fiscais nos portos de SC

Imprimir Enviar

O presidente da Comissão de Agricultura e Política Rural da Assembleia, deputado Natalino Lázare, está solicitando, de forma urgente, que o governo federal disponibilize mais fiscais para os portos catarinenses.

A situação é caótica. O Estado possui cinco terminais portuários e apenas oito fiscais federais para realizarem a inspeção de todos os setores, tanto de exportação como de importação.

“Isso é um absurdo, é um descaso. Os exportadores brasileiros precisam enviar os contêneires aos portos com 21 dias de antecedência, sendo que os concorrentes despacham suas mercadorias em três dias. Não podemos aceitar,” argumenta Natalino, salientando que os prejuízos são enormes para a economia catarinense.

Segundo o diretor executivo da Associação Brasileira dos Produtores de Maçã (ABPM), Moisés Lopes de Albuquerque, os dias parados custam R$ 2 mil reais a mais por contêiner de maçã para exportação. “Esse é o custo direto, de logística. Fora os custos mais na perda de qualidade de produto, do produto que volta depois de ficar muitos dias parado, o que resulta na perda de negócios,” acrescenta ele.

O parlamentar protocolou uma moção para ser encaminhada ao ministro da Agricultura, Blairo Maggi, apelando para que mais fiscais sejam disponibilizados para os portos estaduais.

Importante salientar, também, que a demora para a inspeção fitossanitária gera riscos ao Estado, facilitando a introdução de pragas e outras doenças em Santa Catarina, única unidade da federação livre de vacinação contra febre aftosa.

Acompanhe Natalino Lázare


Natalino Lázare
Voltar