Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Assistir
00:15 Sessão Ordinária
Ao vivo

Revista Digital

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Filtrar por deputado / bancada
Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
22/02/2018 - 18h12min

Natalino alerta para necessidade de criação de uma política agrícola no Brasil

Imprimir Enviar

O presidente da Comissão de Agricultura e Política Rural da Assembleia Legislativa, deputado Natalino Lázare, participou da reunião da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) com as Federações estaduais da agricultura de Santa Catarina (Faesc), Paraná (Faep) e Rio Grande do Sul (Farsul). No evento desta quinta-feira, 22, foram discutidos temas de alto interesse do setor primário da economia brasileira.

O deputado Natalino fez um apelo ao Governo Federal para que seja investindo mais em planejamento para as ações ligadas ao agronegócio. “Falta uma política pública adequada para cada setor. Nós vivemos sempre apagando o fogo. Sofremos com diversas ameaças como a possível entrada da maçã chinesa, importação do preço do leite com preços predatórios, questões ligadas à cebola, ao alho, ao arroz. Como parlamentar, farei o possível para sensibilizar o Governo Federal que precisa urgentemente voltar as atenção à política agrícola e começarmos a pensar mais em exportação, talvez esse seja o caminho”, afirma.

O parlamentar completa dizendo que é preciso defender este setor de diversas formas, em especial, com uma baixa taxação de todos os impostos para quem produz. “Santa Catarina produz muito e agricultura, assim como a pecuária, é a salvadora da pátria sempre. Quando se comemora o crescimento do PIB é graças aos alimentos que foram oferecidos com preços baixos e, neste cenário, o agricultor acaba sendo penalizado. Somos a favor de políticas públicas que o produtor tenha liberdade para produzir, gerar riquezas em consequência de sua produção”, ressalta.

Transporte de maçã
No encontro, o deputado destacou a preocupação dos produtores de maçã sobre a questão do transporte da fruta para as indústrias. Caminhões fabricados ou encarroçados antes de 2017 tinham o prazo até janeiro de 2017 para fazer adaptações necessárias para a atividade. De acordo com a polícia rodoviária, os caminhões precisam ser adaptados.

Como a safra está em andamento, o deputado Natalino fez um apelo para que a polícias rodoviárias, estadual e federal, para que deixem de autuar os caminhões não adequados, prorrogando o prazo para até depois da colheita da maçã deste ano.

Outro ponto é criar uma regulamentação própria para o transporte de maçã em bins, no Conselho Nacional de Trânsito, resolvendo em definitivo o problema, promovendo uma reunião entre o Contran, produtores de maçã, trabalhadores de colheita e agroindústrias de processamento de maçã.

Participaram do evento os presidentes da CNA, João Martins da Silva Júnior, da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina, José Zeferino Pedrozo, da Federação da Agricultura do Estado do Paraná, Ágide Meneguette, da Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul, Gedeão Silveira Pereira, além de lideranças produtores e empresários rurais.

Acompanhe Natalino Lázare


Natalino Lázare
Voltar