Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Assistir
11:30
Ouvir
11:25 Programação Musical

Revista Digital

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Filtrar por deputado / bancada
Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
14/06/2017 - 15h42min

Cobalchini destaca trajetória de Onélio Menta

Imprimir Enviar
Deputado Valdir Cobalchini
FOTO: Miriam Zomer/Agência AL

Na sessão plenária da Assembleia Legislativa, o deputado Valdir Cobalchini (PMDB) homenageou o ex-prefeito de Caçador, Onélio Menta, morto no último sábado, aos 90 anos. “Faço esse discurso para que fique registrado nesta casa um pouco da história de um cidadão que deu uma grande contribuição para cidade que escolheu para viver, a nossa Caçador”, afirmou o deputado.

Cobalchini destacou as três administrações de Menta na Prefeitura de Caçador Menta, afirmando que ele não decepcionou os caçadorenses. “Pelo contrário, encheu os caçadorenses de orgulho do seu trabalho. Melhorou a autoestima da população  e zelou do dinheiro público, as vezes até mesmo com mais cuidado do que os seus próprios bens”, emendou.

“Quando você escolhe o prefeito de sua cidade, está escolhendo alguém de sua confiança para cuidar daquilo que também é seu. É como decidir por alguém que vai cuidar da sua rua, da escola de seus filhos, do posto de saúde do seu bairro. Enfim, é quase como entregar a sua casa para alguém cuidar. Foi assim, com esse intuito, que os caçadorenses escolheram por três vezes o prefeito Onélio Menta para administrar Caçador”, completou o deputado.

Para ele, se referir ao prefeito Onélio Menta como cidadão e pai de família é cair no lugar comum, já que todos os caçadorenses conheceram a sua integridade e honestidade. “Sua história é um legado às novas gerações de cidadãos e de políticos de como participar ativamente da vida pública, com seriedade e zelo, buscando sempre o bem comum”, concluiu.

Acompanhe Valdir Cobalchini


Valdir Cobalchini
Voltar