Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Ouvir
12:40 Programação Musical

Revista Digital

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Filtrar por deputado / bancada
Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
22/11/2017 - 16h04min

Berlanda e Colombo visitam Penitenciária de São Cristóvão do Sul e falam do êxito da ressocialização

Imprimir Enviar
Deputado Berlanda e governador na visita à penitenciária FOTO: Julio Cavalheiro / Secom

O deputado Nilso Berlanda (PR) guiou o governador Raimundo Colombo em uma visita às fábricas que mantém na Penitenciária Regional de Curitibanos, em São Cristóvão do Sul. O momento foi para celebrar um marco da política de ressocialização no sistema prisional de Santa Catarina. A unidade está com 100% dos detentos trabalhando enquanto cumprem a pena. Destes, 320 trabalham nas indústrias de estofados, camas box e travesseiros do Grupo Berlanda. Na oportunidade, ainda foi inaugurada a praça do Trabalhador Mestre Valdir Feroldi - "Bugio", construída pelos reeducandos como forma de simbolizar a conquista. A solenidade marca ainda o início da Operação Presença - Fim de Ano 2017.
Colombo destacou que a oportunidade do trabalho resgata a dignidade e prepara melhor o detento para retornar ao convívio em sociedade. “A gente evoluiu muito na forma de pensar a administração prisional e hoje todos os detentos daqui estão trabalhando, ganhando uma profissão, é uma grande chance para a reconstrução da vida. Olhando pra esse exemplo a gente vê que é possível fazer isso respeitando o ser humano”, disse o governador.
A penitenciária da região de Curitibanos conta com 19 mil metros quadrados de área com pavilhões industriais. São 839 detentos desenvolvendo atividades laborais em cuidados com a horta, fabricação de móveis, brinquedos, lajotas, tubos, cadeiras, caixas de embalagens para frutas e blocos de concreto.
As unidades de produção são construídas pelas próprias empresas conveniadas. São 10 convênios com empresas privadas e duas prefeituras municipais. Todos os detentos estão trabalhando e 50% estudando. Em todo o Estado, 38% dos detentos desenvolvem atividades laborais em unidades prisionais e boa parte também estuda.
A secretária de Estado da Justiça e Cidadania, Ada Faraco de Luca, o adjunto, Leandro Lima, e o diretor do Departamento de Administração Prisional (Deap), Deiveison Querino Batista, também participaram dos atos.

Operação Presença - Fim de Ano 2017
A operação Presença é um reforço às unidades prisionais catarinenses durante o período de fim de ano, através da presença constante de equipes de agentes penitenciários como estratégia de dissuasão, prevenção de crimes contra as pessoas presas, servidores e danos ao patrimônio público, além de diminuição do tempo de resposta em situações de crise.
Conforme o diretor do Deap, Deiveison Querino Batista, este ano 700 agentes vão reforçar o efetivo que atuará nas sete regiões prisionais de Santa Catarina. “É um período sensível em que queremos garantir toda a tranquilidade e segurança em todas as unidades prisionais do Estado”, afirmou.

Com informações da Secom 

Acompanhe Nilso Berlanda (suplente)


Nilso Berlanda (suplente)
Voltar