Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Assistir
08:15 Memória da Imprensa
Ao vivo

Revista Digital

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Filtrar por deputado / bancada
Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
19/06/2019 - 06h58min

Alesc aprova Timbó como a Capital Catarinense do Cicloturismo

Imprimir Enviar
O projeto reconhece Timbó como Capital Catarinense do Cicloturismo é de autoria do deputado Laércio Schuster. Foto: assessoria parlamentar.

O Plenário da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (Alesc) aprovou por unanimidade na sessão desta terça-feira (18), o Projeto de Lei de 48/2019, de autoria do deputado e 1° Secretário da Mesa Diretora, Laércio Schuster (PSB), que reconhece Timbó como a Capital Catarinense do Cicloturismo.

O Projeto de Lei surgiu a partir de uma indicação do Vice-presidente da Câmara Municipal de Timbó, o Vereador Douglas Marchetti, ao Deputado Laércio. Agora, o projeto segue para sanção do Governador Carlos Moisés para virar lei estadual.

“A tradição de andar de bicicleta em Timbó é herança dos nossos antepassados e faz parte de um dos traços culturais marcantes da comunidade”, explicou Laércio ao defender a aprovação do projeto. Quando foi Prefeito de Timbó, entre 2009 e 2016, Laércio criou um sistema cicloviário integrado, que hoje tem cerca de 20 quilômetros de extensão, percorrendo praticamente todos os bairros da cidade.

Em 2016 também foi criada no município a Expobike – um dos maiores eventos de bicicleta do Estado. “A Expobike surgiu cerca de 10 anos após a criação do Circuito do Cicloturismo do Vale Europeu, que conta com 330 quilômetros de extensão e é o primeiro roteiro do tipo no Brasil, envolvendo nove municípios”, afirma Marchetti. “A porta de entrada e a chegada do circuito é na cidade de Timbó. Por isso, nada mais justo do que sugerir esse reconhecimento a nossa cidade”.

Os benefícios ao comércio, prestadores de serviços, hotéis, restaurantes e pousadas são amplamente sentidos pela comunidade. Principalmente nos finais de semana e feriados, os hotéis ficam lotados de ciclistas que chegam para a prática em grupos ou em família. Já o próximo passo é buscar o reconhecimento nacional. “Agora, com o reconhecimento estadual, fica mais fácil tentarmos também fazer de Timbó a Capital Brasileira do Cicloturismo”, destaca Marchetti.

Acompanhe Laércio Schuster


Laércio Schuster
Voltar