Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina Agência AL

Facebook Flickr Twitter Youtube Instagram

Pesquisar

+ Filtros de busca

 
Assistir
00:00
Ao vivo

Revista Digital

Cadastro

Mantenha-se informado. Faça aqui o seu cadastro.

Whatsapp

Cadastre-se para receber notícias da Assembleia Legislativa no seu celular.

Aumentar Fonte / Diminuir Fonte
Publicado em 01/10/2018

70% dos candidatos a deputado estadual nunca ocuparam cargo eletivo

Imprimir Enviar
Entre os candidatos a deputado estadual, 55 são vereadores em 28 câmaras municipais de SC. FOTO: Jessica de Morais | CMB

70% dos candidatos a deputado estadual em Santa Catarina nas eleições de 2018 nunca ocuparam um cargo eletivo. É o que apontam os dados disponibilizados pelo Sistema de Divulgação de Candidaturas e de Prestação de Contas Eleitorais (DivulgaCandContas 2018) do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), com base em levantamento realizado pela Agência de Notícias da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Agência AL).

Até está quarta-feira (26), o sistema do TSE contabilizava 450 candidaturas à Alesc. Desse montante, 29 são candidatos à reeleição e 421 pretendem ser deputados pela primeira vez ou retornar ao Parlamento catarinense. Entre eles, há 315 pessoas que nunca ocuparam um cargo eletivo, ou seja, nunca foram eleitas para o Legislativo ou o Executivo, nas três esferas de governo (União, Estado e Município), o que equivale a 70% do total de candidatos.

O levantamento não considera casos de candidatos que ocuparam cargos públicos, como secretários municipais ou estaduais, diretores ou presidentes de fundações ou autarquias, ou ainda foram assessores legislativos. Também não foram considerados os suplentes de vereadores que disputam as eleições para a Alesc. Se tais condições fossem levadas em conta, a porcentagem de candidatos que nunca teve contato com cargos públicos seria bem menor.

Das câmaras para a Alesc
Nas eleições de 2018, 55 vereadores de 28 municípios catarinenses estão na disputa por uma vaga na Assembleia. Para esse levantamento, foram considerados os parlamentares municipais que são detentores do mandato e os suplentes que se encontram atualmente no exercício do mandato.

Blumenau é o município com mais vereadores em disputa: mais da metade deles têm interesse em trocar de mandato. Dos 15 parlamentares blumenauenses, oito são candidatos a deputado estadual.  Joinville (cinco vereadores), Lages e Florianópolis (quatro, cada) vêm na sequência.

A transição direta da câmara municipal para a Alesc é encarada como algo natural na ascensão da carreira política de mulheres e homens públicos. Na história da Assembleia, há casos de deputados que são eleitos ainda quando estão no exercício da vereança. Isso ocorre com mais frequência nos maiores municípios do estado. Em 2014, por exemplo, dois vereadores, um de Chapecó e outro de Joinville, foram eleitos deputados estaduais.

Do Executivo
Entre os candidatos à Alesc neste ano, 20 já foram prefeitos em 19 cidades diferentes de Santa Catarina. Não estão incluídos os casos dos deputados que buscam a reeleição. Caso contrário, o número de ex-prefeitos na disputa sobe para 29, em 27 municípios diferentes.

Há dois casos de prefeitos que estavam no exercício do mandato e renunciaram no início deste ano, dentro do prazo permitido pela legislação eleitoral para a desincompatibilização, para estarem aptos para a eleição.

Quatro vice-prefeitos, que ainda estão no exercício do mandato, também estão na disputa pelo Parlamento estadual.

Há, ainda, entre os postulantes à Assembleia Legislativa 12 casos de candidatos que já foram deputados em legislaturas passadas ou exerceram o mandato, na condição de suplentes.

 

Experiência política
Infogram
Voltar